GRCS

06/10/2017

Procurador-geral do Trabalho defende trabalho decente e redução das desigualdades

Do site do Ministério Público do Trabalho

Em seu discurso na solenidade à posse de recondução ao cargo de procurador-geral do Trabalho para o biênio 2017/2019, no dia 3 de outubro último, em Brasília, Ronaldo Fleury lembrou do compromisso firmado na primeira gestão de construção de uma sociedade livre, justa e solidária, a promoção do trabalho decente, a erradicação da pobreza e da marginalização, com a redução das desigualdades sociais e regionais.


Foto: MPT
Ronaldo Fleury, na tribuna, destaca atuação do MPT na discussão das recentes mudanças trabalhistas.

Ele citou o posicionamento do Ministério Público do Trabalho (MPT), durante as discussões da reforma trabalhista, quando “assumiu também posição protagonista sem precedentes, canalizando as aspirações e as preocupações da sociedade civil, dos trabalhadores, dos empregadores, dos sindicatos, da imprensa e de organismos internacionais”. Para os próximos dois anos, reafirmou o compromisso de seguir lutando por condições de trabalho cada vez melhores e pelo reconhecimento dos profissionais que dedicam a vida à missão do MPT.

A cerimônia contou com a presença de diversas autoridades. Entre elas, o presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Ives Gandra Filho; os ministros do TST Lélio Bentes e Delaíde Alves Miranda; presidente da Corte Interamericana de Direitos Humanos, juiz Roberto de Figueiredo Caldas; procurador-geral de Justiça do DF, Leonardo Bessa; procurador-geral de Justiça Militar, Jaime de Cássio Miranda; ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, conselheiro do Conselho Nacional do Ministério Público, Sebastião Caixeta, e o diretor da OIT no Brasil, Peter Poschen.

 

Lido 948 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

Oportunidades Plataforma 29 04 1

VAGAS DE ESTÁGIO DE ENGENHARIA

agenda