GRCS

20/06/2012

Líderes indígenas e religiosos rezam pelo planeta na Rio+20

Ambientalistas e lideranças religiosas e indígenas de diferentes partes do mundo realizaram na manhã desta quarta-feira (20/06) um encontro inter-religioso para rezar pelo planeta. A pouco mais de 1 quilômetro dali, chefes de Estado e de Governo chegavam ao Riocentro, zona oeste do Rio, para o primeiro dia da cúpula da Rio+20, a Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável.

O organizador do evento, Marcelo Shama, explicou que o encontro reuniu diferentes gerações e vários cultos para marcar o início do inverno e a abertura da conferência. “Aqui eles celebram o início de um novo tempo e de transformação. A ideia foi abrir os caminhos da Rio+20 para que as negociações avancem e que se crie uma nova consciência em relação ao meio ambiente e à vida”.

A ambientalista norte-americana Hanne Strong participou da Rio92 e voltou à cidade desapontada com a falta de avanços nas metas assumidas pelos governantes que participaram da conferência há 20 anos. 

“É frustrante. Todos os acordos estão dando marcha a ré. Ainda estamos tentando fazer valer acordos de 20 anos atrás. Sabemos que os líderes mundiais não vão fazer nada pelo planeta ou pelas pessoas. A mãe Terra precisa da ajuda do povo e por isso que estou aqui.”

 

Imprensa – SEESP
* Informação da Agência Brasil

 

Leia também
Da Rio 92 à Rio+20, um novo projeto em pauta
Rio+20 deve discutir metas sustentáveis, dizem especialistas
Crescimento econômico, agenda social e modelo global em pauta
Sociedade e poder público precisam debater cidade sustentável
Da Rio 92 à Rio+20, um novo projeto em pauta


Lido 2808 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

Oportunidades Plataforma 29 04 1

VAGAS DE ESTÁGIO DE ENGENHARIA

agenda