logo seesp ap 22

 

BannerAssocie se

17/04/2024

Heleninha leva pacientes oncológicos a serviços médicos

Rita Casaro – Comunicação SEESP

 

Dedicada ao transporte de crianças e adolescentes com câncer, instituição recebeu assessoria técnica do SEESP para que veículo pudesse trafegar pelos corredores de ônibus da Cidade de São Paulo

OnibusHeleninha2Ônibus somou-se à frota do Heleninha, que transporta 120 crianças e adolescentes por mês. Foto: Instituto HeleninhaIniciativa importante voltada a mobilidade, saúde e inclusão é o Instituto Heleninha, organização sem fins lucrativos que, desde 1999, oferece transporte para tratamento médico-hospitalar a crianças e adolescentes com câncer e em situação de alta vulnerabilidade social na Cidade de São Paulo. Conforme Luiz Maurício de Andrade da Silva, cofundador e presidente do Conselho Consultivo da instituição, são atendidas em média 120 pessoas por mês, que têm acesso ao transporte para os principais hospitais de oncologia pediátrica.

 

A inciativa garante o deslocamento do paciente entre sua residência e a unidade de saúde, assim como o respectivo retorno. Os serviços são gratuitos, confortáveis, regulares e seguros, conforme divulgação da instituição, e contemplam também eventuais acompanhantes, como cuidador ou familiar. 

O objetivo do projeto é assegurar o acesso e a continuidade do tratamento pelo público atendido, já que um dos grandes fatores de desistência do necessário acompanhamento para a cura do câncer é a dificuldade ou impossibilidade de se deslocar por motivos financeiros ou de condições físicas do paciente. Para dar conta do trabalho, a organização dispõe de 20 profissionais, oito automóveis, oferecidos ao Instituto Heleninha por uma parceria com a Fundação Banco do Brasil, e um ônibus recebido recentemente em doação.

 

Para garantir maior produtividade operacional, tendo em vista a disponibilidade de um veículo maior, os responsáveis pelo Heleninha buscaram apoio do SEESP, que fez gestões técnicas junto ao poder público, para obter autorização especial para que o ônibus da instituição pudesse trafegar pelos corredores exclusivos de gestão da São Paulo Transportes S.A. (SPTrans). 

luizmauricioAndrade da Silva: "A autorização para circulação nos corredores de ônibus foi absolutamente fundamental."A intermediação foi feita pelo Conselho Assessor de Transporte e Mobilidade Urbana do sindicato, representado pelo seu integrante e diretor da entidade, Edilson Reis. Segundo ele, foram feitos contatos com o presidente e o diretor de Operações da SPTrans, respectivamente Levi dos Santos Oliveira e Wagner Chagas, para orientação técnica de como proceder.

 

A partir desse diálogo, foi procurado o secretário executivo de Transporte e Mobilidade Urbana da Cidade de São Paulo, Gilmar Pereira Miranda. “Ele ouviu atentamente minhas justificativas técnicas e as de caráter social apresentadas pelos representantes do Instituto Heleninha. Após instaurar o devido procedimento interno, deliberou pela permissão”, relata Reis.

 

“A autorização para circulação nos corredores de ônibus da Cidade foi absolutamente fundamental. Foi determinante para que consigamos inserir o ônibus em nossa complexa logística de transporte das crianças e adolescentes no período de tratamento contra essa terrível doença”, ressalta Andrade da Silva. “É o braço assistencial do SEESP contribuindo com causas sociais”, comemora Reis.

 

Serviço

  • Como utilizar: interessados em utilizar os serviços do Instituto Heleninha devem entrar em contato com o Serviço Social dos hospitais de oncologia pediátrica.
  • Como apoiar: a organização recebe doações em dinheiro e também de roupas e outros objetos para venda no seu bazar, além de aceitar trabalho voluntário. Para contatar acesse o site: www.heleninha.org.br

Lido 345 vezes
Gostou deste conteúdo? Compartilhe e comente:
Adicionar comentário

Receba o SEESP Notícias *

agenda