logo seesp ap 22

 

BannerAssocie se

09/12/2021

CNTU realiza prêmio Personalidade Profissional 2021

CNTU

 

A Confederação Nacional dos Trabalhadores Liberais Universitários Regulamentados (CNTU) realiza a cerimônia de entrega da 11ª edição do Prêmio Personalidade Profissional no dia 15 de dezembro, às 18h30, pelo seu canal no Youtube.

 

Com a iniciativa, a entidade rende homenagem àqueles que se destacam no exercício de sua atividade e também na atuação pública por um país mais justo e democrático e por vida digna à população brasileira.

 

Conheça os premiados:

 

PremiadosCNTU2021

 

 

Economia – Pedro Afonso Gomes
Economista, pós-graduado em Mercado de Capitais, Direito Empresarial e Estratégia Empresarial, é perito, avaliador, auditor, consultor, gestor e negociador desde 1997 e está à frente da sociedade Caminheiro Assessoria, Consultoria, Gestão e Perícias Ltda. Elaborou milhares de pareceres e cálculos, e ministrou inúmeros cursos de formação, palestras e workshops para centenas de advogados, magistrados, empresários e executivos.

Com 37 anos de atuação na área de economia e finanças, foi funcionário do Banco do Brasil por 15 anos, tendo exercido funções técnicas, de assessoria e alta administração. Foi presidente da Associação dos Gerentes de Agências do BB no Estado de São Paulo.

Atual presidente do Sindicato dos Economistas no Estado de São Paulo e diretor executivo da Câmara de Arbitragem, Mediação, Avaliação e Perícia Econômico-Financeira. Foi presidente do Conselho Regional de Economia da 2ª Região – São Paulo e coordenador geral do II Encontro Brasileiro de Perícia, Avaliação e Auditoria Econômico-financeira. É membro da Comissão de Normas, Legislação e Ação Parlamentar e do Grupo de Trabalho sobre Perícia Econômico-Financeira do Conselho Federal de Economia (Cofecon).

 

Engenharia – João Antonio Zuffo

Graduado em engenharia pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli/USP), em 1963, obteve seu doutoramento pela mesma instituição em 1968. Em 1974, concluiu e defendeu seu título de livre-docência. Em 1982, tornou-se professor titular da área de Eletrônica do Departamento de Engenharia Elétrica da Poli, tendo se aposentado compulsoriamente, por idade, em 2009.

 

Foi um dos fundadores do Laboratório de Microeletrônica da USP, inaugurado em 1970. Projetou e construiu o primeiro circuito integrado da América Latina em abril de 1971. A partir daí, orientou teses nas áreas de microeletrônica e sistemas eletrônicos digitais, com ênfase em supercomputação paralela e em computação gráfica distribuída. No final de 1975, fundou o Laboratório de Sistemas Integráveis do qual foi seu Coordenador Geral até sua aposentadoria no ano de 2009. Foi ainda diretor-presidente da Associação do Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico (LSI-TEC) desde a sua criação, em 1998, até 2017.

 

Atualmente é professor sênior da USP e se dedica a finalizar seu livro “Revivendo o passado e pensando o futuro”. Recebeu dezenas de prêmios, homenagens e honrarias, dentre as quais a medalha da Ordem Nacional do Mérito Científico, em 1998, e o Prêmio Personalidade da Tecnologia 1991, na Área de Informática, concedido pelo Sindicato dos Engenheiros no Estado de São Paulo (SEESP).

 

Farmácia – Gilda Almeida de Souza

Graduada em Farmácia pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPe), mudou-se para São Paulo, onde foi servidora concursada do Instituto Butantan, atuando na área de pesquisa e produção de soros e vacinas. Após a experiência da militância estudantil em Recife, passou a atuar no movimento sindical dos servidores públicos paulistas e dos farmacêuticos, em 1984, momento de reabertura democrática e política do País. Foi presidente do Sindicato dos Farmacêuticos de São Paulo e da Federação Nacional dos Farmacêuticos (Fenafar) por três gestões. Foi diretora executiva da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e fundadora e dirigente da Central das Trabalhadoras e dos Trabalhadores do Brasil (CTB).

 

Atuou ainda como coordenadora-geral do Centro Nacional de Estudos Sindicais e do Trabalho (CES), instituição que tem como objetivo principal contribuir na formação da consciência política da classe trabalhadora e na luta por uma sociedade mais justa e igualitária. Participou ativamente de espaços de controle social, tais como audiências e consultas públicas, conferências nacionais de saúde, direito das mulheres, assistência farmacêutica e ciência e tecnologia.

 

Também esteve presente em várias edições do Fórum Social Mundial e do Encontro Sindical Nuestra América, com destaque para sua atuação entre os trabalhadores latino-americanos em ações de cooperação internacional e solidariedade entre os povos. Atualmente é Diretora de Relações Internacionais da Fenafar, coordenadora-adjunta do CES e vice-presidenta da Confederação Nacional dos Trabalhadores Liberais Universitários Regulamentados (CNTU).

 

Nutrição – Eneo Alves da Silva Jr.

Biomédico, mestre e doutor em Microbiologia e Higiene de Alimentos, é sócio-diretor da CDL – Central de Diagnósticos Laboratoriais. Autor do Manual de Controle Higiênico-sanitário em Alimentos da Livraria Varela, integra o Conselho Editorial da Revista Higiene Alimentar. Exerce importes atividades de consultoria junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), ao Centro de Vigilância Sanitária da Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo e ao Programa Mesa Brasil Sesc.

 

Odontologia – Ana Estela Haddad

Graduada em Odontologia pela Universidade de São Paulo (USP), em 1998, é mestre (1997), doutora em Ciências Odontológicas (2001), livre-docente (2011) e professora associada do Departamento de Ortodontia e Odontopediatria da Faculdade de Odontologia da mesma instituição. Foi Assessora do Ministro da Educação (2003-2005), tendo sido uma das idealizadoras e participado da implementação do Programa Universidade para Todos (Prouni). Nesse período, atuou também nos trabalhos relacionados à promulgação da Lei nº 10.861/2004, que criou o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes). Ocupou no Ministério da Saúde o cargo de diretora de Gestão da Educação na Saúde da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES), de 2005 a 2011, tendo participado da idealização e implementação de iniciativas como Pró-Saúde, Telessaúde Brasil, Comissão Nacional de Residência Multiprofissional em Saúde (CNRMS), Política Nacional de Educação na Saúde, Programa de Educação pelo Trabalho em saúde – PET Saúde e Revalida.

 

Foi representante suplente do Brasil no Comitê Assessor Internacional da Biblioteca Regional de Medicina da Organização Pan-americana de Saúde (BIREME/OPAS) – 2012. Foi membro da Comissão de Área de Avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) – Odontologia (mestrados profissionais) – 2013-2017. Foi vice-presidente do Conselho Brasileiro de Telemedicina e Telessaúde (2014-2015) e diretora de Relações Institucionais da Associação Brasileira de Telemedicina e Telessaúde (2017-1019). Atualmente, é membro do Comitê Assessor da Rede Universitária de Telemedicina (Rute); coordenadora adjunta do Núcleo de Apoio à Pesquisa em Políticas Públicas para a Metrópole (NAP Escola da Metrópole) e coordenadora da Estação Multicêntrica de Estudos e Tendências de Recursos Humanos em Saúde (FOUSP-ABENO) da Rede de Observatórios de Recursos Humanos em Saúde (Ministério da Saúde/OPAS). É uma das representantes do Brasil na Red de Líderes por la Primera Infancia, convidada pela ex-presidente do Chile, Michelle Bachelet.

 

Interesse Público – Nísia Trindade Lima

Presidente da Fundação Oswaldo Cruz, é doutora em Sociologia (1997) e mestre em Ciência Política (1989) pelo Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro (IUPERJ, atual IESP). É pesquisadora titular da Casa de Oswaldo Cruz/Fundação Oswaldo Cruz e professora de pós-graduação do Programa de História das Ciências e da Saúde. É também professora colaboradora do Programa de Pós-Graduação em Sociologia do IESP/UERJ, professora adjunta de sociologia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e membro titular da Academia Brasileira de Ciências (ABC).

 

Entre suas publicações, destaca-se "Um sertão chamado Brasil" (Editora HUCITEC - 2013 - 2ª edição). Atua principalmente nos seguintes temas: ciência e pensamento social no Brasil; história das ideias em saúde pública; sertão no pensamento brasileiro; história do desenvolvimento no Brasil e história das ciências sociais em saúde. Foi membro do grupo de trabalho do acelerador 5 do Plano de Ação Global da OMS (2018), que tem como objetivo otimizar a pesquisa global para os sistemas de saúde dos países e também do grupo consultivo do acelerador 7 da OMS, para a implementação do SDG3 da Agenda 2030 (2019). Assumiu a Copresidência da Rede de Saúde para Todos da Rede de Soluções para o Desenvolvimento Sustentável da ONU (2019) e a Copresidência do Grupo Diretor de Recuperação Econômica para aconselhar sobre o desenvolvimento de um roteiro de pesquisa das Nações Unidas para a recuperação da Covid-19 (2020).

 

 

 

PremioProfissional 2021 Face

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Lido 258 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar



Receba o SEESP Notícias

E-mail:

agenda