GRCS

Mostrando itens por marcador: transporte de passageiros

Em audiência pública realizada na manhã do dia 29 de novembro último, na Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados foi discutida a implantação do trem regional paulista para ligar São Paulo, Campinas e Americana, além da concessão em geral de ferrovias e seus prazos. Em documento enviado à Comissão, o presidente da CNTU e também da Federação Nacional dos Engenheiros (FNE), Murilo Pinheiro, salientou que a questão das ferrovias aparece com destaque nas ações das entidades, como o projeto “Cresce Brasil +Engenharia + Desenvolvimento”, da federação. “O tema também está entre as pautas da recém-lançada Frente Parlamentar Mista da Engenharia, Infraestrutura e Desenvolvimento Nacional, que tem à frente o Deputado Federal Ronaldo Lessa”, informou. A liderança ainda destacou o movimento amplo, forte e democrático Engenharia Unida que reforçará esse debate sobre a necessidade do País contar com ferrovias pujantes, atendendo de forma satisfatória o transporte de passageiros e de carga.


Foto: Lucio Bernardo Jr./Câmara dos Deputados
José Manoel Ferrovias CNTU 
Gonçalves, na audiência, criticou a falta de transparência na discussão
do modelo de concessão das ferrovias.

 

O presidente da Frente Nacional pela Volta das Ferrovias (Ferrofrente) e conselheiro da CNTU, José Manoel Ferreira Gonçalves, participou da audiência, cobrando transparência por parte do governo na discussão das concessões ferroviárias, bem como suas renovações. “Precisamos de regramentos claros, feitos à luz do dia, em que se pese e se equilibre essas forças (empresas, governo e usuários)”, observou. E questionou: “Como renovar concessões onde os critérios são apenas produção e segurança e não se fala em momento algum em qualidade?”.

Para ele, a questão deve ser colocada na esfera de Estado, e não de governo. “O sistema como está montado cria o “dono” do trilho, um dono monopolista; mas o verdadeiro “dono” é a sociedade brasileira”, exortou. E completou: “O modelo atual dá uma forma particular ao que é público.”

Gonçalves se disse preocupado quando, ao invés de abrir um debate transparente com a sociedade, o governo edita uma medida provisória, e não um projeto de lei, antecipando concessões. “Cadê os editais, a concorrência? Jogamos no lixo a oportunidade de rediscutir esse modelo, mantendo o País 40 anos atrasado com relação às grandes ferrovias do mundo”, lamentou.

O presidente da Ferrofrente apresentou itens que poderiam nortear o debate sobre as ferrovias nacionais: modelo de concessões (prazos, níveis de serviço, modelo de remuneração); garantia ao direito de passagem; regras de funcionamento das agências reguladoras com papéis definidos e com menores possibilidades de neutralizar suas ações efetivas; e equilíbrio entre governo, empresa e usuários.

 

Rosângela Ribeiro Gil
Comunicação SEESP




José Geraldo Baião, presidente da Aeamesp (Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Metrô), vai presidir a mesa redonda "Como superar os desafios relacionados à viabilidade do Trem de Alta velocidade no Brasil: viabilidade financeira, instrumentos de financiamento, prazos e planos”, que abrirá a Conferência Estratégica sobre "O Futuro do Transporte de Cargas e Passageiros no Brasil”, no dia 7 de novembro de 2012, às 14h, no Expo Center Norte, em São Paulo. O evento compõe a programação do 1º Congresso Metroferroviário Brasileiro, evento que será realizado na Sala Cantareira 6 em paralelo à 15ª Feira Negócios nos Trilhos organizada pela UBM Brazil e que acontecerá no período de 6 a 8 de novembro.

Durante os trabalhos, os palestrantes abordarão os seguintes temas: como superar os desafios relacionados à viabilidade do trem de alta velocidade no Brasil: viabilidade financeira, instrumentos de financiamentos, prazos e planos. Os integrantes da mesa colocarão em pauta às ações do governo para viabilizar o ambicioso projeto do TAV – como fica a questão econômico-financeira? O detalhamento e desenvolvimento do projeto executivo: como será realizado? Quando? Os desafios a serem superados: aspectos ambientais, tecnologias e regulamentação; análise da necessidade do TAV no Brasil e caminhos alternativos.

 

Imprensa – SEESP
Informação da Assessoria da 15ª Feira Negócios nos Trilhos



Em sua 18ª edição, a Semana de Tecnologia Metroferroviária, realizada do dia 11 a esta sexta-feira (14/09), reuniu técnicos, entidades, empresas e órgãos públicos municipais, estaduais e federal para discutir novas tecnologias no setor de transportes no País e no mundo, bem como debater estratégias de investimentos tanto para o transporte de passageiros como para o de cargas. “A contribuição dos trilhos para a mobilidade” foi tema central do evento, organizado pela Aeamesp (Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Metrô), no Centro de Convenções Frei Caneca, em São Paulo.

Segundo os organizadores, as cidades continuam crescendo desordenadamente. Mesmo em municípios menores, os congestionamentos já fazem parte do dia a dia. Em alguns centros, a sociedade vive à beira do insuportável. Deslocar-se no meio urbano e mesmo chegar ou sair de muitas cidades tornou-se um grande desafio, que demanda paciência e tempo. Viagens entre elas pelo modo ferroviário são alternativas não disponíveis.

As políticas de uso e ocupação do solo, transporte e trânsito não convergem. De modo geral, os municípios vivem buscando soluções que só oferecem mais lugar para os carros e as motos. No âmbito Federal tomam-se decisões para continuar a privilegiar o transporte individual, ora com desoneração tributária, ora com incentivo ao crédito ou até mesmo segurando os preços dos combustíveis, apesar das variações da cotação do barril de petróleo no mercado internacional.

Neste contexto de dificuldades crescentes, o transporte público coletivo, nos seus diferentes modos - seja nas ligações urbanas, regionais ou de longo percurso - passa a ter um papel mais relevante na matriz de transporte e torna-se agente de transformação socioeconômica.

O vice-presidente do SEESP, Laerte Conceição Mathias de Oliveira, estará na cerimônia de encerramento da Semana, representando o presidente da entidade, Murilo Celso de Campos Pinheiro, que acontece nesta sexta-feira (14), no período da tarde.

* Veja aqui as fotos do evento da Aeamesp

 

Imprensa – SEESP
Com informação da Assessoria de Imprensa da Aeamesp



agenda