GRCS

Oportunidades na Engenharia

Agência Fapesp

Duas vagas de professor-doutor são oferecidas no Departamento de Engenharia Hidráulica e Ambiental da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP), nas especialidades Hidráulica Geral e Engenharia Ambiental. As inscrições para o concurso público vão até 15 de março.

 

Os professores serão contratados em Regime de Dedicação Integral à Docência e à Pesquisa, com salário de R$ 11.069,17.

 

Os pedidos de inscrição devem ser feitos por meio do site USP Digital, devendo o candidato apresentar requerimento dirigido à diretora da Escola Politécnica com dados pessoais e área de conhecimento do departamento a que concorre.

 

No processo de inscrição, o candidato deverá anexar memorial circunstanciado com comprovação dos trabalhos publicados e das atividades realizadas pertinentes ao concurso, prova de que é portador do título de doutor, prova de quitação com o serviço militar (candidatos do sexo masculino), título de eleitor, comprovante de votação da última eleição e diploma de graduação nas engenharias ambiental, civil, mecânica ou química.

 

O concurso será realizado em duas fases: a primeira cobrará do candidato prova escrita; a segunda consistirá de julgamento do memorial com prova pública de arguição e prova didática. O resultado será proclamado pela comissão julgadora imediatamente após seu término, em sessão pública.

 

Mais informações em: https://bit.ly/2VDgKBR e https://bit.ly/384mkj5.



Inscrições até 11 de setembro

Comunicação SEESP*

Para engenheiros de software brasileiros que têm pretensão em trabalhar fora do País, o portal norte-americano Digital Trends divulgou recentemente que a Apple abriu, na semana passada, 161 vagas de emprego para quem deseja trabalhar com a Siri , a assistente virtual para iOS, macOS e watchOS, que funciona com comando de voz.
 
Foto: Marcos Santos/ Fotos Públicas
computador fotos publicas MarcosSantos home


Das 161 vagas abertas pela empresa, 125 são para candidatos que topem trabalhar no escritório de Santa Clara Valley, na Califórnia. Outros 10 selecionados para trabalhar com a Siri irão prestar serviço em Cambridge, na Inglaterra. As demais vagas estão distribuídas nas cidades de São Francisco, Seattle, Xangai, Pequim, Tóquio, Ottawa, Cingapura, Munique e Madri.

Além disso, a maioria dos anúncios - 154 deles - são para engenheiros de software. As outras vagas se distribuem entre profissionais da área do Design e do gerenciamento de produtos da Siri.

Os esforços da Apple parecem estar voltados à melhoria dos serviços do software, que se mostraram limitados desde o seu lançamento para o iPhone ainda em 2011 - principalmente quando comparados com seus concorrentes, a Alexa da Amazon e o Google Assistant.

Em fevereiro de 2018, a empresa lançou o HomePod, o que deixou alguns dos seus usuários frustrados. Afinal, tal lançamento apenas correspondeu às expectativas relativas à qualidade sonora da caixa de som interativa, enquanto que a inteligência artificial do dispositivo ainda deixava a desejar.

AirPods 2

Outra novidade da empresa é que os fones sem fios, os AirPods, devem receber uma nova geração já nos próximos meses. Eles pretendem ter resistência contra água e poeira, além de controle de voz. Caso essa informação se confirme, o acessório passaria a aceitar comandos para a Siri, por exemplo.

Desde quando foram lançados, em 2016, os fones sem fios da Apple passaram a aquecer o mercado para este tipo de produto. Apesar de ter sido pioneira, a empresa tem perdido espaço para concorrentes como o IconX, da Samsung, e o Pixel Buds, do Google, que foram lançados em 2017. Ambos os modelos já são compatíveis com suas respectivas assistentes virtuais. A previsão é que os AirPods 2 cheguem ao mercado no segundo semestre de 2018.


*Com agências



Comunicação SEESP*

No dia 13 de março, o diretor do SEESP Gley Rosa realizou uma palestra para os engenheiros do nono semestre da Universidade de Guarulhos (UNG), a convite do coordenador do curso de Engenharia Civil, professor Cláudio Ferreira. Ele explanou sobre atualização dos requisitos e formas de acesso ao mercado de trabalho, orientação sobre oportunidades e benefícios oferecidos pelo sindicato, assim como o registro junto ao Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea) e a emissão da Anotação de Responsabilidade Técnica (ART).

Foto: Núcleo Jovem Engenheiro
Diretor Gley Rosa faz palestra na UNG.

Rosa, que também é conselheiro do Crea-SP, ficou satisfeito em identificar nos alunos da UNG atitudes responsáveis, empenho e participação, bem como o interesse do coordenador na formação de um Núcleo Jovem Engenheiro, a exemplo do constituído pelo sindicato em 2015, na universidade. Sem dúvida será um diferencial no desenvolvimento dos estudantes e da cidade de Guarulhos.

* Com informações do Núcleo Jovem Engenheiro do SEESP

 

Página 1 de 4

agenda