logo seesp ap 22

 

BannerAssocie se

×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 69

30/08/2013

Pacto Nacional para melhoria do transporte público

O Pacto Nacional para melhoria do transporte público coletivo no país, segundo o ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, está avançando bastante no sentido de criar diretrizes. Ainda segundo informações do governo, o setor privado na área de mobilidade urbana investirá R$ 213 bilhões no setor.

O ministro ressalta que é importante não pensar apenas na questão de investimentos, mas também no ponto de vista da gestão territorial. "Outro ponto que é um grande problema é a falta de projeto, isso também é um desafio que temos que enfrentar. É fundamental requalificar e recompor as estruturas locais para que tenhamos, a médio e longo prazo, o tema da mobilidade consolidado em nosso país", disse.

Aguinaldo Ribeiro explicou que a criação do PAC Médias Cidades, em 2012, foi uma ação preventiva do governo federal para evitar os mesmos problemas dos grandes centros urbanos em cidades com até 250 mil habitantes. "O PAC Grandes Cidades contemplou essa questão com investimentos de R$ 89 bilhões, oriundos do Orçamento Geral da União (OGU), FGTS, em diversos modais. É a maior carteira de mobilidade urbana do mundo", afirmou o ministro, lembrando que a presidenta Dilma anunciou R$ 50 bilhões para segunda fase do programa para área de mobilidade.

O Pacto Nacional para melhoria do transporte público é dividido em três eixos e propõe menor tarifa com desoneração de R$ 3 bilhões ao ano, desoneração do PIS/COFINS e do IPI para ônibus, além de congelamento das tarifas de metrô; investimentos para construção para construção de 2.879 km de vias de transporte coletivo urbano, com 192 empreendimentos em 100 cidades; mais crédito subsidiado para renovação da frota, maior transparência e controle social com a criação de um Conselho Nacional de Transporte Coletivo e de conselhos municipais e metropolitanos para transporte, bem como realização de audiências públicas para discutir planilhas de custos para redução de tarifas com publicação das planilhas na internet.

 

Fonte: Ministério das Cidades




Lido 3443 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar



Receba o SEESP Notícias

E-mail:

agenda