GRCS

10/07/2013

Sindicatos esperam 10 mil durante movimento do dia 11

A Delegacia Sindical do SEESP, em Campinas, informa, conforme noticiado pelo jornal Correio Popular, que as centrais e sindicatos na cidade estão mobilizando os trabalhadores de todas as categorias para a paralisação que está marcada para esta quinta-feira (11/07). O movimento é nacional e pretende chamar a atenção do governo à pauta de reivindicações — que vai desde redução da jornada de trabalho até a retirada do projeto que tramita no Congresso, que trata de terceirizações. Em Campinas, a expectativa é que cerca de 10 mil trabalhadores participem de uma passeata às 17h, com concentração no Largo do Rosário. Cada sindicato deverá discutir como será feita a paralisação e levar ao debate as reivindicações que estão em pauta.

“Pode ter categoria que pare somente duas horas e outras que participem da passeata. A proposta é mostrar para a sociedade que os sindicatos estão organizados. O governo federal já nos recebeu, mas não negociou conosco”, disse Paulo Eduardo Ritz, coordenador regional da Força Sindical, que atesta que o movimento não é uma greve. Participam da organização todas as 11 centrais sindicais do País e um total de 15 mil sindicatos que unificaram a pauta de reivindicação.

Na pauta de reivindicações está redução da jornada de trabalho para 40 horas semanais, sem redução do salário; fim do fator previdenciário; retirada imediata do projeto de lei que trata da terceirização das empresas; exigência de que a redução na tarifa de ônibus não implique em cortes em investimentos; investimento de 10% do Orçamento da União em Saúde e 10% do Produto Interno Bruto (PIB) em Educação.


Imprensa - SEESP



Lido 1633 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

agenda