GRCS

22/11/2012

Brasil na presidência do Conselho Mundial da Água

O Conselho Mundial da Água (WWC – na sigla em inglês) elegeu na segunda-feira, dia 19 de novembro, os novos membros do Conselho de Governadores. Este supervisionará e orientará o trabalho para os próximos três anos. Também foi anunciado por unanimidade pelos governadores eleitos o nome de Benedito Braga, professor da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, para presidente do Conselho.O pleito aconteceu durante a Assembleia Geral trienal para a qual 240 participantes se reuniram em Marselha, França. Através de votação, os membros elegeram os 36 governadores das 64 candidaturas. Braga agradeceu a indicação e parabenizou a diretoria anterior e seu presidente, Loic Fauchon, pelos avanços importantes em matéria de água. “Esse mandato será caracterizado pela continuidade, com mudanças e inovação”, disse, antes de anunciar como vice-presidente do Conselho Dogan Altinbilek, do Escritório Turco da Associação de Engenheiros, representando o governo da China, Unesco-IHE – Institute For Water Education, WWF (World Wildlife Fund) e a cidade de Marselha.O resultado junto ao Conselho Mundial da Água é fruto da Seção Brasil, que coordena as entidades e instituições brasileiras filiadas à WWC, entre elas o Consórcio PCJ (Consórcio Intermunicipal das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí).

País sediará Assembleia da Riob em 2013 No dia seis de novembro, durante o XIV Encob (Encontro de Comitês de Bacias Hidrográficas do Brasil), ocorrido em Cuiabá (MT), realizou-se uma reunião da Rebob (Rede Brasil de Organismos de Bacias) que incorporou em sua pauta a Assembleia da WWC, bem como os detalhes sobre a próxima Assembleia da Riob (Rede Internacional de Organismos de Bacias), que ocorrerá entre 12 e 16 de agosto de 2013 em Fortaleza (CE). Mais detalhes a partir de janeiro do próximo ano. A Riob é uma estrutura internacional constituída em maio de 1994 na França. Fazem parte da rede mais de 170 organizações de bacias de vários países. Entre seus principais objetivos destacam-se: desenvolver relações entre os organismos membros e fornecer um intercâmbio de experiências, estabelecer programas de cooperação, implementar os instrumentos de gestão, disponibilizar bancos de dados, dentre outros. Em 1998, em evento ocorrido em Salvador (BA), o Brasil assumiu a presidência da entidade através do então secretário Nacional dos Recursos Hídricos, Raymundo José Garrido, que permaneceu até o ano 2000, quando passou o cargo para o representante da Polônia. Em 2013, ao que tudo indica, novamente um brasileiro assumirá a entidade.  

Fonte: Assessoria de Comunicação - Consórcio PCJ

 
Lido 2336 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

agenda