GRCS

18/07/2012

IPT faz mapeamento das áreas de risco no Grande ABC

Há cerca de um ano o IPT (Instituto de Pesquisa Tecnológica) participa de reuniões com a equipe técnica do Consórcio Intermunicipal Grande ABC para a elaboração de um Programa Regional de Redução de Riscos a Desastres Naturais para a região do ABC, que inclui os municípios de Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra. Segundo a pesquisadora Kátia Canil, do Centro de Tecnologias Ambientais e Energéticas do IPT (Cetae), entre as várias ações do Programa, destacam-se os mapeamentos das áreas de risco, que consistem nas atividades iniciais para a estruturação do plano; ou seja, é preciso conhecer o problema, analisar a situação atual e propor as medidas de controle.

Segundo o pesquisador Eduardo Soares de Macedo, do Cetae, o PMRR vai muito além do simples mapeamento de áreas de risco em determinado local. “A ideia é firmar uma parceria, não uma simples prestação de serviços técnicos. Os planos preveem um ‘pacote’ técnico inovador que inclui desde o mapeamento das áreas sujeitas a riscos, até a concepção de soluções, orçamento para implementá-las, identificação de possíveis financiadores e treinamento especialmente dos técnicos das prefeituras que muitas vezes têm problemas para ler corretamente e utilizar as informações contidas nos mapas. Eles aprendem a metodologia IPT de mapeamento de riscos.”

 

Imprensa – SEESP
* Informação do IPT

 

Leia também
Engenheiro escreve sobre a nova fase do Porto de Santos
Presidente da Usiminas descarta aumento de capital
Palestra sobre aposentadoria especial em Santos
O sistema de segurança do Porto de Santos
Engenheiros aprovam proposta salarial da Usiminas
Santos: uma boa cidade para andar de bicicleta
Santos discute uso de espaço aéreo na zona portuária
Negociação salarial com a Usiminas no dia 22
Evolução nos projetos de engenharia impulsionam inovação
Engenheiros da Usiminas querem o fim do registro de ponto
Descasos com a população e com a operação do lixo urbano



Lido 2592 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

agenda