logo seesp ap 22

 

BannerAssocie se

03/06/2024

Adeus ao querido companheiro Gegê

Comunicação SEESP


IXConseMarceloKanasiroNa ponta, à direita, Gegê participa do IX Congresso da Federação Nacional dos Engenheiros (FNE), realizado em 2015, em Campo Grande. Foto: Marcelo KanasiroO SEESP lamenta profundamente o falecimento do seu diretor Geraldo Hernandes Domingues, o Gegê, ocorrido na sexta-feira (31/5), em Santos, aos 77 anos.

 

Também representante da entidade no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-SP) para o período 2024-2026, Gegê foi presidente da Delegacia Sindical na Baixada Santista na Gestão 1992-1995 e militava no sindicato desde os anos 1980, sempre com grande dedicação e compromisso com as causas da engenharia, de seus profissionais e do interesse público do País.

 

Em 2001, ao participar da primeira edição do Fórum Social Mundial (FSM), celebrou a rearticulação das forças populares após os anos marcados pelo pensamento único neoliberal. "O que se viu em Porto Alegre foi um reagrupamento das tropas que lutam pelo social, dispostas a encontrar soluções diferentes das já experimentadas.”

 

Antecipando pautas hoje urgentes, anos atrás já apontava a relevância dos desafios ambientais, que precisariam ser enfrentados seriamente. Em artigo assinado conjuntamente com o também diretor do SEESP, Leonídio Francisco Ribeiro Filho, demonstrava preocupação com a falta de efetividade das resoluções tiradas da conferência sobre o clima realizada em Cacún, em 2010.

 

“Não se registrou avanço nas questões mais difíceis, como a responsabilização dos poluidores, a criação de mecanismos de indenização aos países que sofram perdas permanentes e de proteção de recursos naturais e suas fontes de financiamento, assim como o controle da emissão de carbono pelas nações mais ricas. Tudo isso ficou para depois”, criticaram os dois autores, em alerta que atualmente se mostra mais que pertinente.

 

Engenheiro químico, Gegê fez carreira na Petrobras, unindo à competência profissional a defesa da empresa como patrimônio da população brasileira e instrumento de desenvolvimento nacional.  Graduado em Direito, também exerceu a advocacia. 

 

“Extremamente qualificado, sempre esteve focado nos temas de real interesse da sociedade, tendo dado enorme contribuição ao trabalho do SEESP e à engenharia. Além disso, foi grande companheiro, querido por todos. Fará enorme falta”, lamentou o presidente do SEESP, Murilo Pinheiro.

 

Lido 283 vezes
Gostou deste conteúdo? Compartilhe e comente:
Adicionar comentário

Receba o SEESP Notícias *

agenda