logo seesp ap 22

 

BannerAssocie se

02/04/2024

Diretor do SEESP participa de visita técnica a “fábrica de prédios”

Comunicação SEESP

 

Construção de edifícios em escala industrial. Este é o projeto de construção de 20 “fábricas de prédios” entre 2026 e 2029. A primeira delas, em Cascavel (PR), já está pronta e foi inaugurada no dia 23 de fevereiro último. O diretor do SEESP Nestor Tupinambá prestigiou o evento.

 

Ele participou de visita técnica à unidade no dia anterior (22/2), a convite do empresário Francisco Simeão, que investiu R$ 4 bilhões na inovação, e do engenheiro Wesley Gomes, representante da subsidiária alemã Vollert do Brasil. Também esteve presente no ensejo a equipe de reportagem da revista Brasil Engenharia.

 

Maquete da fábrica de prédios. Fotos: Nestor Tupinambá

 

A inauguração contou com a participação do governador do Paraná, Ratinho Júnior; do prefeito de Cascavel, Leonaldo Paranhos; e de muitas outras autoridades. Ao som da afinada Banda de Música da Polícia Militar foi servido coquetel de confraternização.

 

Inovação disruptiva

 

Assim Tupinambá define a empreitada: “Um avanço, como se fosse um ‘fordismo’ na área de construções prediais.” Ele relata: “Foi explicado o complexo e sofisticado processo construtivo. Uma montagem que depende de encaixes perfeitos entre as peças. Com paredes, em sua maioria, armadas.”

 

Nestor Tupinambá, em visita técnica, mostra como serão os prédios fabricados. Foto: Selfie 

 

Segundo explicou Gomes, o processo quase inteiramente automatizado, com paredes autoportantes para a movimentação da fábrica ao local da obra, conferirá velocidade na construção. “Com essa mecanização o preço de venda ficará muito mais acessível às pessoas de baixa renda”, constata o diretor do SEESP.

 

“Uma verdadeira linha de produção, em que prédios serão rapidamente levantados. O processo principal se dá na ‘fábrica’, em enormes espaços onde serão feitos os componentes dos edifícios”, frisou ainda Tupinambá. E complementou: “Os três modelos básicos estavam lá expostos mostrando um acabamento perfeito. O próprio processo construtivo propicia essa qualidade.”

 

Inauguração da primeira fábrica de prédios, na cidade de Cascavel, no Paraná. 

Ele observa a importância do programa de treinamento dos funcionários, já que é necessário especialização e muito conhecimento do processo. Ainda conforme o diretor do SEESP, na exposição durante a visita técnica foi informado que o projeto visa atender à necessidade de habitação social: “Em Cascavel, por exemplo, os já inscritos na Companhia Municipal de Habitação terão preferência. Também já se iniciaram as tratativas com a Caixa Econômica Federal para se inscreverem as ‘fábricas’ no programa ‘Minha Casa Minha Vida’. Terão preferência os já cadastrados.”

 

Tupinambá ressalta: “Os preços também foram informados. Apartamentos de dois quartos e 57m2 de área privativa serão vendidos a R$ 245mil. Apartamentos com 72m2 de área privativa, a R$ 350 mil. O top de linha terá três quartos, duas vagas na garagem e energia solar, orçado em R$ 540 mil. E serão financiados por 35 anos.”

 

Ele continua: “Os edifícios terão ainda uma conjugação de esforços para fortalecimento comunitário e sustentabilidade, através dos Eco Parques. O primeiro, em Cascavel, contará 5% de área verde. O condomínio deve, além disso, oferecer creches em tempo integral.”

 

Linha de montagem da fábrica de prédios em Cascavel (PR). 

 

O diretor do SEESP pontuou: “O empresário Simeão chama o empreendimento de ‘totalmente disruptivo’, com o que concordamos.” Além de Cascavel e outras cidades, as fábricas serão montadas em Curitiba, Campinas e São Paulo.

 

“Torcemos para que esse empreendimento dê certo e se expanda pelo País e, até, pela América Latina. Nossas populações sofrem pela falta de adequada habitação devido ao alto custo. A engenharia pode, e deve, ser usada para propiciar mais qualidade de vida e soluções inovadoras”, conclui Tupinambá.

 

Ele levou à visita técnica informações sobre as propostas apresentadas no projeto “Cresce Brasil + Engenharia + Desenvolvimento” e a disposição do SEESP em contribuir ao desenvolvimento nacional sustentável com inclusão social.

 

 

Lido 649 vezes
Gostou deste conteúdo? Compartilhe e comente:
Comentários  
# Fábrica de prediosAdriano Pedrina 05-04-2024 16:36
Gostaria de mais informações sobre a fábrica de predios, pois sou engenheiro e gostaria de saber sobre cursos de planejamento, e gerenciamento sobre o assunto.
Responder
Adicionar comentário

Receba o SEESP Notícias *

agenda