logo seesp ap 22

 

BannerAssocie se

17/10/2023

 

Celebrar as conquistas e avançar em C, T & I

 

Comemorado em 16 de outubro, o Dia da Ciência e Tecnologia tem como objetivo destacar as realizações da humanidade e incentivar novas conquistas nesse campo. A efeméride é boa oportunidade para refletirmos sobre a necessidade de implantar política efetiva para o setor no Brasil, reunindo esforços do Estado, da academia e das empresas.

 

Nesta segunda-feira (16/10) comemorou-se o Dia da Ciência e Tecnologia, uma ótima oportunidade para que, além de saudar as realizações da humanidade nesse campo e incentivar novas conquistas, se faça uma reflexão sobre a importância estratégica do setor para o bem-estar da sociedade.

 

Para alcançar um padrão de desenvolvimento que propicie boas condições de vida a toda a população, é fundamental que haja crescimento econômico, geração de empregos decentes com remuneração adequada e garantia de serviços públicos de qualidade universalizados. Chegar a este cenário exige um projeto nacional consistente, no qual a ciência, tecnologia e inovação são centrais.

 

É crucial que haja não apenas investimentos públicos e privados, mas uma política efetiva, voltada ao atendimento das demandas do País e ao aproveitamento do potencial nacional. Um concerto importante nesse rumo, conforme apontado na mais recente edição do projeto “Cresce Brasil + Engenharia + Desenvolvimento”, é fazer a “hélice tríplice” girar. Ou seja, reunir e otimizar esforços do setor público, das instituições de ensino e pesquisa e das empresas, o que demanda medidas jurídicas e institucionais que possibilitem as parcerias concretas.

 

Ainda conforme as propostas do “Cresce Brasil”, uma meta é elevar para pelo menos 2% do Produto Interno Bruto (PIB) as inversões em pesquisa e desenvolvimento, mas obviamente garantindo o melhor proveito desses recursos para que se traduzam em avanço em engenharia e tecnologia, refletindo-se, por exemplo, em maior produtividade e competitividade da indústria nacional, cuja recuperação é urgente.

 

Ainda totalmente convergente com as possibilidades brasileiras, tendo em vista nossos recursos naturais e matriz energética majoritariamente renovável, é preciso aliar o avanço em C, T & I à preservação ambiental e ao esforço global para conter a crise climática que já causa estragos terríveis no mundo.

 

Nesse sentido, a 20ª Semana Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (SNTC), cujas atividades vão até domingo (22/10), elegeu acertada e oportunamente o mote “Ciências básicas para o desenvolvimento sustentável", em consonância com os 17 objetivos estipulados pela Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU).

 

É mais que tempo de voltar recursos materiais e humanos à construção de um mundo melhor e mais feliz para todos, com bem-estar, justiça social e paz. Trabalhemos juntos por essa meta.

 

 

Eng. Murilo Pinheiro – Presidente

Lido 577 vezes
Gostou deste conteúdo? Compartilhe e comente:
Adicionar comentário

Receba o SEESP Notícias *

agenda