GRCS

29/03/2017

Senadores do PMDB pedem veto presidencial ao PL 4.302

Segundo notícia publicada pela Agência Brasil, parte da bancada do PMDB no Senado divulgou, na noite desta terça-feira (28/3), uma carta na qual se posiciona contra a sanção do Projeto de Lei 4.302/98 que trata da terceirização – aprovado pela Câmara dos Deputados no dia 22.

Após longa reunião, que contou com a presença de 12 dos 22 senadores do partido, nove deles decidiram assinar o documento pedindo a Michel Temer o veto integral ao projeto. “A bancada defende a regulação e regulamentação das atividades terceirizadas que já existem e não a terceirização ampla e irrestrita, como prevê o projeto”, diz o texto.

Os senadores peemedebistas alegam que “o texto aprovado precariza as relações do trabalho, derruba a arrecadação, revoga conquistas da Consolidação das Leis do Trabalho e piora a perspectiva de aprovação da reforma da Previdência”.

Assinam a carta os senadores Marta Suplicy (SP), Kátia Abreu (TO), Eduardo Braga (AM), Elmano Férrer (PI), Wademir Moka (MS), Rose de Freitas (ES), Hélio José (DF), Simone Tebet (MS) e o líder da bancada, Renan Calheiros (AL).

A Presidência da República tem até o dia 12 de abril próximo para sancionar ou vetar a matéria.

 

Publicado por Rosângela Ribeiro Gil
Comunicação SEESP
Com informações da Agência Brasil

 

 

 

 

 

Lido 883 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

agenda