GRCS

19/08/2016

Metalúrgicos queimam telegramas da Mercedes em novo protesto

No terceiro dia de mobilizações na Mercedes, em São Bernardo, os trabalhadores queimaram os telegramas com os avisos de demissões enviados pela montadora. O ato foi realizado na manhã desta sexta-feira (19/8), na portaria da fábrica. “A queima dos telegramas é para a direção da empresa ver o destino que vamos dar aos avisos que mandou de maneira indigna aos trabalhadores. Não tem validade e não aceitaremos tamanho desrespeito”, afirmou o secretário-geral da CUT, Sérgio Nobre.


Foto: Edu Guimarães
metalurgicos queimam telegramas



“E que nunca mais se cometa esse tipo de violência contra a classe trabalhadora. Todo problema tem sua solução e é preciso ter vontade para encontrar caminhos de maneira negociada”, destacou.

No fim do ato, a direção da empresa entrou em contato com a representação dos trabalhadores para nova reunião hoje. Na próxima segunda-feira (22), às 10h, a assembleia será em frente ao Sindicato.

A Mercedes começou a enviar os telegramas de demissão na segunda, 15, e colocou todos os companheiros na planta em licença remunerada. Na quarta, mais de sete mil metalúrgicos caminharam da Sede até a Praça da Matriz, no Centro. No dia seguinte, os trabalhadores fizeram passeata pelas ruas no entorno da fábrica até a via Anchieta contra demissões.

No dia 2, a empresa divulgou comunicado com a intenção de demitir mais de dois mil trabalhadores considerados excedentes.


Fonte: Site do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC






Lido 1264 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

Oportunidades Plataforma 29 04 1

VAGAS DE ESTÁGIO DE ENGENHARIA

agenda