BannerAssocie se

×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 71

08/01/2016

Protestos contra aumento da tarifa ocorrem nesta sexta

O aumento da tarifa de metrô, trem e ônibus, da capital paulista (de R$ 3,50 para R$ 3,80), e dos ônibus do Rio de Janeiro (R$ 3,80) e de Belo Horizonte (R$ 3,70) serão alvo de manifestações nesta sexta-feira (8/1). Em protesto, no início da manhã de hoje um grupo protestou na região da Lapa, zona oeste da cidade, em locais como no Terminal e Ponte da Lapa.


Foto: Movimento Passe Livre (MPL)

ato na lapa contra aumento da tarifaGrupo protesta contra aumento da tarifa na manhã desta sexta, nas ruas da Lapa, zona oeste de São Paulo                      
O Movimento Passe Livre (MPL) convocou os atos e deve contar com apoio dos estudantes secundaristas que derrubaram a reorganização escolar que o governador paulista Geraldo Alckmin (PSDB) pretendia realizar neste ano, fechando, pelo menos, 94 escolas. A medida resultaria na transferência de milhares de alunos e na demissão de professores.

Em São Paulo, o reajuste de R$ 3,50 para R$ 3,80 passa a valer no sábado (9). A tarifa com integração entre ônibus e trilhos aumentou de R$ 5,45 para R$ 5,92. A prefeitura e o governo estadual argumentam que o reajuste (8,57%) será abaixo da inflação medida pela Fipe (10,49%).

O Bilhete Único Mensal não será reajustado, mantendo os atuais valores de R$ 140 para o modelo simples e R$ 230 para o modelo integração. Na capital paulista, o ato está marcado para as 17h, em frente ao Teatro Municipal, no centro da cidade.

Rio e BH
No Rio de janeiro, a tarifa subiu de R$ 3,40 para R$ 3,80, um aumento de 11,7%. O valor estrou em vigor no último sábado (2). Na capital fluminense, o protesto será na Cinelândia, às 17h. Em Belo Horizonte, a tarifa registra o terceiro aumento em um ano. No final de 2014, a passagem custava R$ 2,80. E desde o último domingo (3), subiu de R$ 3,40 para R$ 3,70, aumento de 8,82%. O ato será às 18h na Praça Sete, no centro da capital mineira.

O MPL e algumas organizações e sindicatos se manifestaram com notas públicas, como a CTB Rio de Janeiro.


Fonte: Portal CTB




Lido 1633 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar



Receba o SEESP Notícias

E-mail:

agenda