Logos

GRCS

15/10/2019

Engenheiros aprovam proposta final da Rio Paraná Energia

Comunicação SEESP

 

Em Assembleias Gerais Extraordinárias, realizadas simultaneamente em 8/10 por videoconferência na sede da Rio Paraná Energia na Capital e nas usinas de Jupiá e de Ilha Solteira, os engenheiros deliberaram pela aprovação da proposta final da companhia.

 

Confira os principais pontos acordados:

 

  • vigência: dois anos de junho de 2019 a maio de 2021;
  • piso salarial: conforme a Lei nº 4.950-A/66, no valor de nove salários mínimos, que correspondem a R$ 8.982,00;
  • reajuste salarial e benefícios: 4,66%, do Índice de Preço ao Consumidor Amplo (IPCA) mais 0,13% de ganho real, totalizando 4,79%;
  • PPR (Programa de Participação de Resultados): será mantido o mesmo programa de 2018;
  • homologação: será sempre realizada no Sindicato dos Engenheiros de São Paulo – SEESP, salvo posição contrária do engenheiro;
  • auxílio creche/babá: inclusão de filhos com necessidades especiais para o recebimento do benefício; e
  • manutenção dos demais itens do acordo 2018/2019.

Em função das negociações e aprovação realizadas nas assembleias no dia último dia 5/4, pela maioria dos engenheiros presentes, a Rio Paraná Energia descontará de todos os engenheiros empregados, abrangidos por este Acordo Coletivo, associados ou não, Contribuição Assistencial/Profissional. O SEESP autorizará a empresa a não realizar o desconto da Contribuição Profissional de seus sócios em dia com a entidade.

 

 

 

 

 

Lido 273 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

VAGAS DE ESTÁGIO

agenda