Logos

GRCS

JE521

JE 521

Novembro de 2018

Leia:

No site

Download (PDF)

Versão Digital

Todas as edições

Editorial

Democracia e desenvolvimento

 

Encerradas as eleições 2018, nas quais foi escolhido para governar o País pelos próximos quatro anos o candidato do PSL, Jair Bolsonaro, é preciso ter em mente os nossos desafios como nação e o firme compromisso de superá-los. Atravessando grave crise econômica há alguns anos, o Brasil necessita de medidas que efetivamente ativem a economia, gerem emprego e distribuição de renda. Nesse campo, conforme defendemos na edição do projeto “Cresce Brasil + Engenharia + Desenvolvimento” lançada em junho último e entregue a candidatos no pleito deste ano, é necessário recuperar o papel do Estado como indutor do desenvolvimento e de investimentos pela iniciativa privada. Insistir no “austericídio” que vem sendo praticado pelo atual governo, ou seja, no ajuste que inviabiliza a retomada, não nos colocará no rumo do crescimento.

Precisamos fortalecer a indústria nacional, aprimorar a infraestrutura de produção e modernizar o agronegócio, agregando valor à nossa fabulosa produção. Tais objetivos devem ser alcançados por meio de políticas desenhadas com seriedade e competência, sem improvisos; portanto, com a participação efetiva da engenharia nacional.

Ainda, é fundamental que os planos para fazer com que o País avance contemplem a valorização dos trabalhadores, por meio de remuneração justa, condições laborais adequadas e direitos assegurados. Precariedade em nada combina com um projeto de nação desenvolvida que possa ser alçada ao primeiro mundo.

Nessa pauta, será imprescindível a atuação do movimento sindical organizado, comprometido não só com a defesa dos trabalhadores, mas com a construção de um país melhor e mais próspero.  O SEESP, juntamente com a Federação Nacional dos Engenheiros (FNE), seguirá atuando pelos legítimos interesses da nossa categoria, resistindo às equivocadas e negativas mudanças trazidas pela Lei 13.467/2017, que implementou a reforma trabalhista, e oferecendo sua contribuição ao debate público sobre o desenvolvimento.

Acima de tudo, para que possamos percorrer esse caminho, é preciso manutenção e fortalecimento da nossa democracia e respeito à Constituição Federal. Os poderes estabelecidos no País devem atuar, responsavelmente, sob o império da lei e pensando no interesse público e bem-estar da população. A sociedade deve exercitar a sua cidadania de maneira igualmente responsável para que o bem comum possa ser alcançado.

Assim, seguimos trabalhando por dias melhores para o País a partir de nosso firme compromisso com a democracia e a busca do desenvolvimento socioeconômico que possa trazer condições de vida digna a todos os brasileiros.


Eng. Murilo Pinheiro
Presidente

vagas estagio

agenda

art creasp