GRCS

Doação

PalavraMuriloFOTO PalavraMuriloTITULO

 

Seriedade, disposição e coragem para o ano que se inicia

 

As dificuldades de 2020 não desapareceram magicamente com a mudança do calendário; é preciso atuar efetivamente para superá-las e melhorar a vida de todos.

 

Entramos em 2021 com a pesada bagagem do ano que terminou – pandemia e crise econômica – e devemos usar todas as energias e esperanças renovadas desta fase para enfrentar tais dificuldades, buscando a melhoria das condições de vida da população.

 

O ano começa sob a égide da chegada das vacinas para o novo coronavírus que, além de poupar vidas, podem garantir a retomada das atividades sociais e econômicas, tão ansiadas por todos. Para que isso aconteça o mais rapidamente possível, já que não é tarefa fácil imunizar milhões de pessoas (bilhões, se pensarmos em todo o mundo), é necessário que haja uma coesão nacional.

 

Lamentavelmente, o início do processo deixa a desejar, com atrasos, falta de planejamento e desencontro de informações, não só para aquisição dos produtos, mas também do material necessário para sua aplicação. No entanto, nada impede que a rota seja corrigida e o conjunto dos governantes brasileiros atue de forma competente em torno dessa meta.

 

Podemos e devemos lançar mão de nossa expertise acumulada em programas de vacinação e da capilaridade existente graças ao Sistema Único de Saúde (SUS), nossa grande vantagem estratégica na luta contra a Covid-19 ao longo de todo esse processo.

 

Está aqui colocada também a agenda fundamental para prefeitos e vereadores empossados em todo o Brasil: cuidar efetivamente da saúde dos seus cidadãos, contribuindo com esse esforço.

 

Não há tempo ou espaço para disputas menores, trata-se de atender a população e retomar o andamento do País e sua economia.

 

Enquanto nos dedicamos a isso, é necessário garantir a sobrevivência dos milhões que ficarão na miséria com o fim do auxílio emergencial. Simplesmente, não há alternativa. Governo e Congresso devem retomar o benefício ou a tragédia social já instalada será ainda mais grave, atingindo proporções assustadoras e inadmissíveis. Não há regra fiscal que possa se sobrepor à necessidade de evitar a fome.

 

É tempo de enxergar a realidade e compreender prioridades. Comecemos 2021 com a determinação que a vida nos exige, trabalhando por saúde, paz social e desenvolvimento.

 

Um ótimo ano a todos nós!

 

 

Eng. Murilo Pinheiro - Presidente

Mundo do trabalho

 

 

Covid-19: aumento de casos, vacinas e a necessidade de bom senso

 

Números recentes apontam para segunda onda ou repique da primeira e exigem que todos, governos e cidadão, comportem-se com seriedade. Em meio à dura realidade, resultados positivos das vacinas em teste dão o tom de otimismo.

 

Passados oito meses do início da quarentena no Brasil, País se vê diante de novo crescimento do contágio, com risco de pressão sobre o sistema de saúde. Após semanas registrando quedas nos números de casos e de mortes por Covid-19, os dados voltam a ser preocupantes, puxados especialmente por São Paulo e Rio de Janeiro.  

 

Na segunda-feira (23/11) à noite, registravam-se 169.541 mortes, conforme divulgação do consórcio de meios de comunicação que compila dados fornecidos pelas secretarias estaduais de Saúde. Com isso, a média móvel de mortes no Brasil nos últimos sete dias foi de 496. A variação foi de +51% em comparação a 14 dias atrás.

 

O quadro pode configurar uma segunda onda da pandemia em território nacional ou mesmo um repique da primeira, já que nunca se conseguiu interromper a transmissão do vírus totalmente. Independentemente de como seja classificado, a conclusão óbvia é que a situação exige seriedade das pessoas e dos governantes.

 

Em primeiro lugar, é preciso primar pela transparência e clareza na divulgação do quadro real, visando a melhor ação possível para proteger a saúde pública. Depois, as providências a serem tomadas devem ser planejadas com racionalidade e bom senso, tendo em mente que a prioridade sempre deverá ser salvar vidas.

 

É uma dura realidade, mas continuamos a conviver com os impactos da pandemia do novo coronavírus que nos afligem desde março. Portanto, juntamente com as medidas sanitárias, há que se garantir compensações aos impactos econômicos gerados por elas.

 

Se cabe às autoridades planejar e agir, também tem papel fundamental a responsabilidade individual dos cidadãos. Estamos todos exaustos do isolamento e das limitações trazidas por ele. Mas pessoas adultas devem se comportar como tal e temos que cumprir nosso papel nesse embate coletivo que travamos contra uma doença ainda misteriosa para a medicina. A retomada de atividades econômicas não pode ser vista como um convite à inconsequência, correndo-se o risco de se perderem os avanços obtidos ao longo de árdua caminhada pela volta à normalidade.

 

Nesse cenário cinzento, as notícias alvissareiras dizem respeito ao avanço no desenvolvimento de vacinas, tendo em vista os testes clínicos realizados em várias das alternativas para a imunização. Em que pese a ainda necessidade de verificação dos resultados divulgados, esses são animadores e apontam para uma solução que pode chegar em breve.

 

Continuemos no bom caminho, com fé na ciência, fazendo a nossa parte e cobrando que os governos façam a sua.

 

Eng. Murilo Pinheiro – Presidente

RetomadaInternaSeguindo protocolos sanitários e recomendações das autoridades, o SEESP retomou suas atividades presenciais, com atendimento agendado aos profissionais em sua sede na Capital e nas Delegacias Sindicais.

 

Para tanto, instalações foram preparadas para garantir segurança, higiene e distanciamento; empregados e dirigentes passaram por treinamento virtual e receberam guia detalhado com as orientações necessárias. 


home office permanece, concomitantemente, uma vez que as equipes estão atuando em escala específica para limitar o número de pessoas em cada local e o pessoal em grupos de risco ainda não voltou ao trabalho.  Portanto, continua também o atendimento por e-mail, telefone, WhatsApp e videoconferência

 

=> Confira os horários e canais de comunicação


Funcionamento
: segunda a sexta-feira, das 9h às 15h (Capital - o horário pode variar nas delegacias sindicais no Interior do Estado, importante contatar antes para confirmar)


Atendimento presencial mediante agendamento prévio
: Segunda a sexta-feira, das 10h às 14h

 

Fale conosco

 

Diretoria
  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  (11) 3113-2600 – Ramal 2610
 
Ação sindical
  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  (11) 3113-2600 – Ramal 2641
 
Atendimento previdenciário
  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  (11) 3113-2600 – Ramal 2660
 
Benefícios
  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  (11) 3113-2600 – Ramal 2620
 
Cadastro e contribuição sindical
  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  (11) 3113-2600 – Ramal 2620 /  99837-8717 (WhatsApp)

Cobrança
  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
   (11) 3113-2600 – Ramal 2649
 
Comunicação

  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  (11) 3113-2600 – Ramal 2650 / 99500-0109 (WhatsApp)


Financeiro
  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  (11) 3113-2600 – Ramal 2604


Jurídico
  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  (11) 3113-2600 – Ramal 2660
 
Núcleo Jovem Engenheiro
  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  (11) 3113-2600 – Ramal 2659
 
Oportunidades na Engenharia
  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  (11) 3113-2600 – Ramal 2674
 
SEESPPrev
  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  (11) 3113-2600 – Ramal 2638
 

agenda