GRCS

Mobilidade sustentável

Comunicação SEESP

 

O SEESP e demais sindicatos tiveram mais uma rodada de negociação em reunião com a São Paulo Transportes S.A. (SPTrans), na última quarta-feira, 3/7, na sede da companhia, visando Acordo Coletivo de Trabalho (ACT). Na ocasião, a SPTrans propôs o reajuste de todas as cláusulas econômicas, incluindo Participação nos Resultados, pelo índice de 4,99%.

 

Os sindicatos acordaram em apresentar proposta em assembleias de trabalhadores após a formalização da empresa, por meio de ofício, acompanhada da minuta de redação das cláusulas sociais, incluindo, principalmente, o detalhamento dos planos de readequação de Cargos, Salários e Carreira e do Plano de Saúde, modelo empresarial, alternativo ao atual modelo de autogestão. 

 

A SPTrans ainda informou que os dois planos serão colocados para discussão, em reunião de diretoria executiva, para deliberação, e comprometeu-se a oficializar a proposta de renovação do ACT nesta sexta-feira, 5.

 

 

 

 

 

 

Comunicação SEESP

Os engenheiros da SPTrans realizam na terça-feira (27/3), às 18h30, no auditório do 2º andar do SEESP, na capital paulista, Assembleia Geral Extraordinária para discutir e aprovar a pauta de reivindicações deste ano. Com isso, será possível protocolar a pauta na empresa e iniciar as negociações da data-base da categoria (1º de maio).

Os principais pontos da pré-pauta foram enviados aos profissionais e serão alvo de discussão e debate na assembleia . Além disso, também será colocado em votação: a delegação de poderes à direção do SEESP para o início das negociações coletivas de trabalho, bem como assinar o Acordo Coletivo de Trabalho ou instaurar Dissídio Coletivo; fixação e autorização do desconto da Contribuição Assistencial; bem como declarar a assembleia aberta em caráter permanente até o final do processo de negociação coletiva.



Em reunião de negociação realizada no dia 29 de junho último, a São Paulo Transporte (SPTrans) apresentou sua contraproposta final para assinatura do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) de 2017. Por isso, o SEESP está convocando assembleia nesta quarta-feira (5/07),  às 19h (em segunda convocação), com os engenheiros da empresa para discutir e deliberar sobre o andamento da campanha salarial. A atividade será na sede do sindicato, na capital paulista (Rua Genebra, 25, Bela Vista).

Entre os itens da proposta apresentada à mesa, destacamse-se: reajuste salarial de 4,08% retroativo à data-base de 1º de maio, extensível aos vales alimentação e refeição; compromisso de eventualmente abrir processo de discussão em relação ao reajuste dos demais benefícios de caráter econômico; seleção interna: a empresa se compromete a constituir uma comissão para identificar demandas para preenchimento de cargos prioritários no prazo de 30 dias, contados da data de assinatura do ACT; cesta de natal: a empresa se compromete a conceder no mês de dezembro de 2017, o crédito de R$ 523,28 por empregado; o acordo terá validade de dois anos e suas cláusulas e condições obrigam as partes a observância do ordenamento legal vigente, particularmente no que se refere às relações de trabalho entre a empresa e seus empregados. Fica convencionado que qualquer modificação que possa vir a alterar essas relações, deverão ser objeto de apreciação e deliberação entre a SPTrans e o SEESP antes de sua implementação, sob pena de nulidade;  no dia 1º de maio de 2018 serão negociados os reajustes dos salários e dos benefícios de caráter econômico; e as partes manterão entendimentos quanto às especificidades da categoria representada, separadamente.

O SEESP e os demais sindicatos representantivos dos empregados da SPTrans consideraram que houve avanços significativos na proposta original da empresa. Além de melhorar o item econômico, o sindicato salienta, como positivos, o compromisso de abertura de espaço para discussão e solução de questões específicas para cada categoria. No caso específico dos engenheiros, será privilegiada a discussão da reclassificação dos profissionais dos quadros de carreira que desenvolvam atividades exclusivas da área, para o reenquadramento na carreira de engenheiro. Foi também atingido na negociação um compromisso tácito, entre sindicatos e representantes da empresa, de equalização dos outros benefícios de natureza econômica com outras empresas públicas municipais; e, por último, houve forte avanço nas relações sindicato/empresa, onde toda e qualquer situação que implique nas relações empregatícias, principalmente por conta de eventual modificação na legislação trabalhista, só serão implementadas bilateralmente.

 

 

Comunicação SEESP

 

 

 

 

 

 

 

Desde esta quarta-feira (24/08), os terminais de autoatendimento (TAA) do Banco do Brasil, em todo o País, serão habilitados, gradativamente, para a recarga do Bilhete Único da SPTrans (Secretaria Municipal de Transportes de São Paulo). Além da rede de TAA, que conta com mais de 42 mil pontos, o serviço também estará disponível no aplicativo mobile do BB, a partir de 15 de setembro. A iniciativa é inédita e o Banco do Brasil passa a ser a única instituição financeira a oferecer essa funcionalidade a seus clientes.

O Bilhete Único, em São Paulo, é um cartão para a compra de crédito Comum, Estudante e Vale-Transporte, para utilização em ônibus, micro-ônibus e trens do Metrô e da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos). A cerimônia para oficializar a parceria com o BB ocorreu hoje, com a presença de: Júlio Cezar Alves de Oliveira, vice-presidente de governo do BB; Carlos Netto, diretor de distribuição São Paulo do BB e Jilmar Tatto, secretário municipal de transportes.

"Essa inovadora solução foca a melhoria da experiência dos clientes, usabilidade e eficiência. Tudo bastante afinado com a preocupação da SPTrans. E o Banco do Brasil segue determinado a desenvolver soluções que auxiliem na busca da maior eficiência para o Setor Público", explica Júlio Cezar Alves de Oliveira, Vice-Presidente de Governo do BB.

O BB calcula um público potencial de 2,5 milhões de usuários. Os créditos adquiridos através de TAA ou do Aplicativo BB deverão ser ativados em um carregador e, após esse procedimento, estarão prontos para uso.

Bilhete Único
Existem as seguintes modalidades de Bilhete Único: Comum, Estudante (meia tarifa), Estudante (Passe Livre), Vale Transporte, Mensal, Semanal, Diário, Especial - Idoso e Especial – Pessoa com Deficiência, sendo que essas duas últimas são gratuitas e não há a necessidade de carregar os cartões.

Os cartões temporais (Mensal, Semanal e Diário) podem ser utilizados apenas por aqueles que possuem o modelo novo do Bilhete Único. O novo modelo do Bilhete Único é dividido entre cadastrados (com nome e foto) e sem cadastro (anônimo). Os créditos mensais podem ser comprados apenas por quem possui o novo cartão cadastrado, ou seja, com nome e foto. Temporariamente, como medida antifraude, os créditos semanal e diário também estão sendo vendidos apenas para cartões cadastrados.

Atualmente, 94% dos embarques realizados nos ônibus são pagos com Bilhete Único de todas as modalidades.

Sistema de transporte
O sistema municipal de transportes, em SP, tem uma frota de 14.736 ônibus que operam em 1.390 linhas, incluindo 151 do serviço Noturno. Cerca de 10 milhões de embarques são realizados diariamente nos ônibus municipais.

 

 

Fonte: Site do Banco do Brasil

 

 

 

 

 

 

 

Página 1 de 2

agenda