GRCS

Mostrando itens por marcador: Aeamesp

Rosângela Ribeiro Gil / Comunicação SEESP

A Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Metrô (Aeamesp) realiza nesta quinta-feira (9/11), às 18h30, a palestra “Grandes ferrovias do Brasil”, com o professor e engenheiro José Manoel Ferreira Gonçalves, no auditório da entidade, na capital paulista (Rua do Paraíso, 67, 2º andar). É necessária a confirmação de participação pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. A atividade é gratuita.

Foto: Lucio Bernardo Jr./Câmara dos Deputados

Gonçalves,  em audiência, criticou a falta de transparência na discussão
do modelo de concessão das ferrovias.

Também conselheiro da Confederação Nacional dos Trabalhadores Liberais Universitários Regulamentados (CNTU), Gonçalves tem sido uma liderança em defesa das ferrovias nacionais, cobrando transparência por parte do governo na discussão das concessões ferroviárias, bem como suas renovações. Em uma das muitas participações suas em eventos que discutem o modal, ele questionou: “Precisamos de regramentos claros, feitos à luz do dia, em que se pesem e se equilibrem essas forças (empresas, governo e usuários). Como renovar concessões onde os critérios são apenas produção e segurança e não se fala em momento algum em qualidade?”.

Cresce Brasil
O tema, inclusive, tem sido uma constante nas discussões do projeto “Cresce Brasil + Engenharia + Desenvolvimento”, da Federação Nacional dos Engenheiros (FNE), e também foi objeto de audiência da Frente Parlamentar Mista da Engenharia, Infraestrutura e Desenvolvimento Nacional, em março último. Na ocasião, os participantes salientaram a necessidade de levantar a real situação das ferrovias brasileiras para evitar a perda de patrimônio construído ao longo de 160 anos.

A diretora da FNE, presente à reunião, Clarice Soraggi, também à frente da Federação das Associações dos Engenheiros Ferroviários (Faef), fez um diagnóstico do segmento ferroviário e chamou a atenção para a falta de investimentos, redução da malha operacional dos trilhos e abandono da mão de obra especializada. “Existe um corpo técnico muito forte de engenheiros, profissionais altamente qualificados. Com os desmandos dos governos em relação ao setor ferroviário, houve uma pulverização desse conhecimento. Daqui a pouco, todo esse conhecimento será perdido e leva-se tempo para formar uma nova geração de profissionais”, denunciou.

Soraggi lembrou ainda que desde os anos 1990 até hoje foram perdidos aproximadamente 16 mil quilômetros de ferrovias. Atualmente, a malha é formada por cerca de 20 mil quilômetros, dos quais apenas 15 mil estão em operação. 

 

Da assessoria de imprensa do evento

A 23ª Semana de Tecnologia Metroferroviária começa nesta terça-feira (19/9) e termina no próximo dia 22, na capital paulista. O evento acontece, ainda, em consonância com a Semana da Mobilidade, na Universidade Paulista (Unip), campus Paraíso. Os sistemas de transporte sobre trilhos são grandes indutores da ocupação territorial sustentável e do desenvolvimento socioeconômico das cidades e do País, por isso a atividade se debruça em promover discussões de ações e políticas que fomentem a modernização e expansão desses sistemas. O tema central desta edição é "+ Trilhos + Desenvolvimento". A atividade é uma realização da Associação de Engenheiros e Arquitetos de Metrô (Aeamesp).

O transporte, sendo um promotor de acessibilidade, condiciona e é condicionado pelo crescimento das cidades. As ferrovias, na história brasileira, foram grandes contribuintes para a localização de diversas cidades. Com o tempo, a complexidade de atividades associada ao crescimento urbano criou a necessidade de novas formas de transportes e o ciclo, que se iniciou muitas vezes através da ferrovia, abarcou demais modos de transporte.

A disposição de uma nova linha de metrô ou trem urbano pode se tornar um novo agente modificador. As alterações no entorno de uma estação, por exemplo, podem promover mudanças na organização das tarefas diárias dos indivíduos ao afetar o modo como eles se locomovem e os locais para onde eles desejam ir. Analogamente, um terminal de cargas, construído ao longo de uma ferrovia, induz a instalação de serviços complementares com a consequente atração de novos habitantes que originam ou ampliam núcleos populacionais em sua adjacência.

Discutiremos não só a melhoria na oferta de transporte ferroviário de passageiros e de cargas, por meio de políticas públicas que fomentem sua implementação, mas também a efetiva interação entre esses sistemas e o desenvolvimento urbano e econômico que proporcionam, buscando possibilidades para que os recursos advindos desse novo desenvolvimento sejam revertidos para um novo ciclo de investimento no transporte sobre trilhos.

Assim, promovemos o mote de que seja no âmbito local, com o desenvolvimento das cidades, ou no âmbito nacional, com o aquecimento e alinhamento da economia, a inserção de mais trilhos significa mais desenvolvimento.

>> Confira a programação clicando aqui

 

Comunicação SEESP

O painel 9 "Avançar em tempos de crise" da 23ª Semana de Tecnologia Metroferroviária vai ser desenvolvido com a participação da Frente Parlamentar em Prol do Transporte Metroferroviário, constituída na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Na ocasião, os participantes abordarão questões prioritárias para o setor, entre as quais a implementação dos trens regionais, a renovação e o aproveitamento da malha ferroviária paulista para a prestação de novos serviços onde for possível e viável, e o estabelecimento de sistemáticas ágeis, rápidas e juridicamente seguras para licenciamento de empreendimentos metroferroviários. O painel será no dia 22 de setembro próximo, das 14h às 16h, na Universidade Paulista (Unip), no Paraíso (Rua Vergueiro, 1.211, São Paulo/SP). Mais informação sobre o evento clique aqui.

A atividade é uma realização da Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Metrô (Aeamesp).

 

Tomou posse a nova diretoria da Associação de Engenheiros e Arquitetos de Metrô (Aeamesp) na noite de segunda-feira (13/2), no auditório do SEESP, na capital paulista. Estiveram presentes membros da diretoria do sindicato e profissionais da categoria.

posse diretoria aeamesp

Durante a cerimônia, o presidente do SEESP, Murilo Pinheiro, saudou a gestão que se encerra e parabenizou o novo presidente Pedro Armante Carneiro Machado. “Quero saudar e cumprimentar Emiliano (Stanislau Affonso) pela brilhante gestão, empenho e dedicação. Parabenizo Pedro, o presidente eleito, desejando sorte e muito trabalho em sua gestão”, disse Murilo.

Ao falar aos presentes, o presidente do sindicato lembrou da Engenharia Unida, bandeira encampada pela Federação Nacional dos Engenheiros (FNE), a qual o SEESP é filiado: “A Engenharia Unida conclama a todos a permanecerem juntos, assumindo a responsabilidade das discussões das questões da engenharia e da sociedade. A Engenharia unida pode fazer a diferença por uma sociedade melhor, com mais oportunidades e qualidade de vida. Vamos juntos com alegria e determinação”.


Comunicação SEESP
Foto e informações da assessora da Presidência - Paula Bortolini




Está marcada para o dia 13 de fevereiro de 2017, às 19h, na sede do SEESP, na capital paulista (Rua Genebra, 25, Bela Vista, região central), a posse solene da Diretoria Executiva e Conselhos Deliberativo e Fiscal da Associação de Engenheiros e Arquitetos de Metrô (Aeamesp), eleitos para o triênio 2017/2019.

Diretoria executiva: Pedro Armante Carneiro Machado (presidente), André Mazzucatto (vice-presidente de Administração e Finanças), Bárbara Ramos Coutinho Vicalvi (vice-presidente de Assuntos Associativos), Dionísio Matrigani de Souza Gutierres (vice-presidente de Atividades Técnicas), Mario de Mieri (1º diretor Tesoureiro), Antonio Fioravanti (2º diretor Tesoureiro), Thais da Silva Ambrosio Garcia Herani (1ª diretora Secretária), Maria Toshiko Yamawaki (2ª diretora Secretária).

Conselho deliberativo: Iria Aparecida Hissnauer Assef, Plinio Oswaldo Assmann, Ayres Rodrigues Gonçalves, Mara Silvana Siqueira, Fabio Tadeu Alves, Ana Paula Rodrigues dos Santos Segarro, Wilson Mitt, Juliana Tiemi Tamanaha, Haydee Svab, Neila Custódio, Odecio Braga de Louredo Filho e Jorge Rachid Sabbag Filho. Os suplentes são: Felipe Copche, Benedito Tadeu de Souza, Alexandre de Freitas Pinto, Italo Biasotto e Sergio Guedelha Coutinho. E Conselho fiscal: Antonio Marcio Barros Silva, Agostinho Minicuci e Antonio Luciano Videira Costa. Os suplentes são: Luiz Eduardo Argenton e Rolando José Santoro Netto.

 


Comunicação SEESP
Informação da Aeamesp

 

 

 

 

 

 

 

A nova diretoria da Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Metrô (Aeamesp) foi empossada no dia 6 último, na sede do SEESP, em São Paulo, para o triênio 2014/2016. No discurso de posse, o presidente da entidade, Emiliano Stanislau Affonso Neto, destacou a importância dos sistemas sobre trilhos para dotar o País de meios de deslocamento mais capazes de impulsionar a economia, de reduzir o desperdício energético e garantir a sustentabilidade ambiental e o efetivo direito à cidadania.


Foto: Beatriz Arruda/SEESP
Aeamesp possedentro Diretoria da Aeamesp empossada para o mandato de 2014/2016


Segundo Neto, será um mandato de três anos que compreenderá período de alegrias e desafios. “As alegrias se referem à possibilidade de convívio com tantos e tantos companheiros e parceiros. Sobre os desafios, é preciso ressaltar que foram eles que levaram a criar a Aeamesp. Eles nos instigaram a construir uma entidade sempre atenta ao desenvolvimento profissional e tecnológico em nosso setor e às necessidades da nossa sociedade.”

Para ele, a experiência dos profissionais, adquirida originalmente nas escolas, foi sendo temperada na atuação quotidiana no planejamento, implantação, operação e manutenção dos mais complexos e precisos meios de transporte urbano, solução efetiva para garantir a mobilidade nos grandes centros. “Devemos nos orgulhar dessa nossa condição e trabalhar para que nosso País efetive os projetos de transporte sobre trilhos”, defendeu.

Neto refere-se às ligações urbanas e metropolitanas sobre trilhos e também ao transporte ferroviário de longo percurso, alternativas capazes de consolidar a indústria em nosso setor, e fazer avançar as profissões técnicas e o domínio que temos sobre as tecnologias novas e tradicionais nesse campo. “Trabalhamos com a certeza de que os sistemas sobre trilhos sejam eles de média ou grande capacidade, dotarão o País de meios de deslocamento mais capazes de impulsionar a economia, de reduzir o desperdício energético e garantir a sustentabilidade ambiental e o efetivo direito à cidadania”, ressaltou.

Empossados
Diretoria Executiva: Emiliano S. Affonso Neto, Presidente; Ayres Rodrigues Gonçalves Vice-presidente de Administração e Finanças; Arnaldo Pinto Coelho, Vice-presidente de Atividades Técnicas; Carlos Augusto Rossi, Vice-presidente de Assuntos Associativos; Agostinho Minicuci Junior, 1º Diretor Tesoureiro; Antônio Luciano Videira Costa, 2º Diretor Tesoureiro; Maria Toshiko Yamawaki, 1º Diretor Secretário; Luiz Antônio Cortez Ferreira, 2º Diretor Secretário.

Conselho Deliberativo: Plínio Assmann, Manoel Santiago da Silva Leite, Mohamed Choucair, Mara Silvana Siqueira, Fabio Tadeu Alves, Odécio Braga de Louredo Filho, Antônio Fioravanti, Pedro Armante C. Machado, Valter Belapetravicius, Rolando José Santoro Netto, Thais S. Ambrósio G. Herani, Sidiney Assis da Silva Junior.

Conselho Fiscal: Iria A. Hissnauer Assef, Antônio Marcio Barros Silva e Luiz Eduardo Argenton.


Imprensa - SEESP








 

Entre as muitas mensagens de solidariedade e homenagens ao vice-presidente do SEESP, Laerte Conceição Mathias de Oliveira, falecido em 12 de outubro último devido a um acidente automobilístico, no interior de São Paulo, que o sindicato vem recebendo, destacamos a da diretoria da Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Metrô (Aeamesp).

Leia também
O nosso adeus e obrigado ao companheiro Laerte Mathias

Segundo a nota, participou ativamente do processo que redundou na fundação da associação em 1990. Foi membro da primeira diretoria e elegeu-se presidente da entidade na gestão 1994/1996, “quando foi criada e realizada a primeira edição da Semana de Tecnologia Metroferroviária”. “Ao deixar a presidência, passou a integrar o Conselho Consultivo, apoiando, efetivamente, com ideias e ações, todas as atividades de nossa entidade”.

A diretoria da associação destaca as muitas frentes de luta do vice-presidente do SEESP, finalizando a nota: “Grande líder sindical, pai de família dedicado, cidadão que ajudava a sua comunidade e batalhador incansável das causas que abraçava.”


Rosângela Ribeiro Gil
Imprensa – SEESP




A Aeamesp (Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Metrô) e entidades parceiras apoiam a realização do I Seminário Internacional de Sinalização e Comunicações Ferroviárias, que acontecerá nos dias 27, 28 e 29 próximos, na sede da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), em Brasília. A abertura do encontro, a partir das 14h, contará com a presença do ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos e do diretor geral da agência reguladora, Ivo Borges. 

Serão discutidos os seguintes temas: A importância da definição dos padrões de sinalização e de comunicação para as ferrovias brasileiras; Plano de revitalização das ferrovias; Estrutura europeia para a regulação de padrões de sinalização e comunicação ferroviárias; O papel da agência reguladora na padronização e interoperabilidade da sinalização europeia; A experiência das concessionárias brasileiras (painel, reunindo Vale, ALL, MRS, CPTM, Supervia) e sessões focalizando as experiências norte-americana, australiana e japonesa; Sistemas padrão GSM-R e IP-R4 de comunicações ferroviárias; Considerações iniciais para a definição de um padrão de comunicação para as ferrovias brasileiras e Reuniões técnicas do Comitê de Sinalização e Comunicações Ferroviárias com representantes dos modelos norte-americano, australiano, japonês e europeu.

 

Imprensa – SEESP
Informação da Aeamesp



Superando os 2.300 participantes da edição do ano passado, a 18ª. Semana de Tecnologia Metroferroviária, realizada do dia 11 a 14 último, que teve como tema "A Contribuição dos Trilhos para a Mobilidade”, atendeu às expectativas dos organizadores. Nos três dias e meio de debates foram realizados nove painéis com exposições de importantes temas da atualidade do setor, políticos e econômicos, sobre avanços tecnológicos. O seminário incluiu a apresentação de 45 trabalhos técnicos focando assuntos pertinentes ao desenvolvimento tecnológico, PPPs (Parcerias Público Privadas), sistemas de monitoramento, políticas públicas, licenciamento ambientas, paisagismo, segurança operacional, energias renováveis, comunicações, manutenção, monotrilho, entre outros.

* Veja aqui todas as fotos do evento

Para José Geraldo Baião, presidente da Aeamesp (Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Metrô), organizadora do evento, o ambiente refletiu o momento de otimismo que o setor vive, com investimentos programados para construção de 10 mil km de ferrovias, novo programa de concessões pelo governo federal e em nível estadual, a ampliação e construção de quatro linhas de metrô ao mesmo tempo em São Paulo, o anúncio de linhas regionais para o interior de São Paulo e do trem de alta velocidade, que juntos representam mais de R$ 100 bilhões em investimentos.

O crescimento de 7,65% do número de passageiros transportados em 2011 (2,43 bilhões) em relação a 2010 nos 16 sistemas existentes no Brasil. "Para este ano o aumento deverá ser ainda maior, levando-se em conta o recorde histórico do metrô de São Paulo, que atingiu 7,5 milhões no dia 6 de setembro”.

Os nove painéis discutiram o desafio da indústria nacional para equipar as novas linhas em construção, a desoneração do setor em energia elétrica, o programa de eficiência energética, para criar um fundo para investir em novos empreendimentos, a participação da iniciativa privada no setor, os trens regionais de longo percurso e média e alta velocidade; o regulamento de operações de direito de passagem e tráfego mútuo, a mobilidade sustentável, os sistemas inteligentes de transporte (ITS) e reuniram as principais lideranças do setor. O temário não só dos paineis como dos trabalhos técnicos, são escolhidos por comissões técnicas da Aeamesp, e tem a colaboração de conselheiros como Rogério Belda, ex-presidente da ANTP e Plínio Assmann, ex-presidente do Metrô-SP.

O SEESP participou da cerimônia de encerramento do evento, no dia 14, com o vice Laerte Conceição Mathias de Oliveira, representando o presidente Murilo Celso de Campos Pinheiro. Também compuseram a mesa Jurandir Fernando Fernandes Ribeiro, secretário de Transportes Metropolitanos do Estado de São Paulo; Julio Eduardo dos Santos, secretário Nacional de Transporte e da Mobilidade Urbana do Ministério das Cidades (MCidades); Peter Berkely B. Walker, presidente do Metrô-SP; Mário Manuel Seabra Rodrigues Bandeira, presidente da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos); Joaquim Lopes da Silva Júnior, presidente da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos); Joubert Fortes Flores Filho, presidente da ANPTrilhos (Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos), entre outros.

 

Imprensa – SEESP
Informação da Assessoria de Imprensa da Aeamesp



Em sua 18ª edição, a Semana de Tecnologia Metroferroviária, realizada do dia 11 a esta sexta-feira (14/09), reuniu técnicos, entidades, empresas e órgãos públicos municipais, estaduais e federal para discutir novas tecnologias no setor de transportes no País e no mundo, bem como debater estratégias de investimentos tanto para o transporte de passageiros como para o de cargas. “A contribuição dos trilhos para a mobilidade” foi tema central do evento, organizado pela Aeamesp (Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Metrô), no Centro de Convenções Frei Caneca, em São Paulo.

Segundo os organizadores, as cidades continuam crescendo desordenadamente. Mesmo em municípios menores, os congestionamentos já fazem parte do dia a dia. Em alguns centros, a sociedade vive à beira do insuportável. Deslocar-se no meio urbano e mesmo chegar ou sair de muitas cidades tornou-se um grande desafio, que demanda paciência e tempo. Viagens entre elas pelo modo ferroviário são alternativas não disponíveis.

As políticas de uso e ocupação do solo, transporte e trânsito não convergem. De modo geral, os municípios vivem buscando soluções que só oferecem mais lugar para os carros e as motos. No âmbito Federal tomam-se decisões para continuar a privilegiar o transporte individual, ora com desoneração tributária, ora com incentivo ao crédito ou até mesmo segurando os preços dos combustíveis, apesar das variações da cotação do barril de petróleo no mercado internacional.

Neste contexto de dificuldades crescentes, o transporte público coletivo, nos seus diferentes modos - seja nas ligações urbanas, regionais ou de longo percurso - passa a ter um papel mais relevante na matriz de transporte e torna-se agente de transformação socioeconômica.

O vice-presidente do SEESP, Laerte Conceição Mathias de Oliveira, estará na cerimônia de encerramento da Semana, representando o presidente da entidade, Murilo Celso de Campos Pinheiro, que acontece nesta sexta-feira (14), no período da tarde.

* Veja aqui as fotos do evento da Aeamesp

 

Imprensa – SEESP
Com informação da Assessoria de Imprensa da Aeamesp



Com o objetivo de mostrar a importância de unir esforços dos governos, das operadoras, da indústria, das entidades de classe, dos profissionais da área tecnológica e dos cidadãos brasileiros, para que investimentos permanentes em projetos de infraestrutura em sistemas estruturantes sobre trilhos continuem sendo feitos para melhorar o transporte, a mobilidade e a acessibilidade, acontece de 11 a 14 de setembro, na Capital paulista, a 18ª edição da “Semana de Tecnologia Metroferroviária”.

Sob o tema central “A Contribuição dos Trilhos para a Mobilidade”, a atividade discutirá a qualidade dos serviços prestados, o desempenho operacional frente ao crescente aumento de demanda de usuários, como integrar os aeroportos com a rede metroferroviária e alternativas para conseguir que projetos saiam do papel e tornem-se realidade o mais rapidamente, como colocar em prática a nova Lei da Política Nacional de Mobilidade Urbana e dar mais competitividade à indústria metroferroviária nacional.

O evento abordará também como tornar mais efetiva a participação dos municípios e do governo federal no financiamento dos projetos de expansão da malha metroferroviária do País para o transporte de carga e passageiros. Além disso, contará com a apresentação de vários trabalhos técnicos, desenvolvidos por profissionais e empresas, com a abordagem de novas tecnologias.

Em paralelo a Semana de Tecnologia, será realizada a Metroferr 2012 – feira de exposição de produtos e serviços de empresas do setor, que mostrará o que há de mais moderno na área de transporte público sobre trilhos.

Promovida pela Aeamesp (Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Metrô), a atividade acontece no Centro de Convenções Frei Caneca, localizado na Rua Frei Caneca, 569, em São Paulo. Mais informações sobre a programação e inscrições no site www.aeamesp.org.br, pelo telefone (11) 3284-0041 ou pelo e-mail //sda097.playunix.com/squirrelmail/src/compose.php?send_to=Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo." target="_blank" title="Este link externo irá abrir em nova janela">Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

 

Imprensa – SEESP
Informação da Aeamesp



agenda