logo seesp ap 22

 

BannerAssocie se

×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 69

27/11/2013

Mapa mostra aumento da violência contra a mulher e a criança em Campinas

A Prefeitura de Campinas lançou, no dia 26 último, o 7º Boletim Sisnov (Sistema de Notificação de Violências em Campinas), que consiste num importante instrumento para a compreensão da violência no município e para nortear as políticas públicas de assistência às vítimas de violências contra as mulheres, crianças e adolescentes, idosos e violência sexual em ambos os sexos e em todas as idades. A secretária de Cidadania, Assistência e Inclusão Social, Jane Valente, destacou a importância da intersetorialidade para a realização do Boletim e as contribuições desses dados para construção de políticas públicas. Os dados do documento mostram que a violência contra a mulher e a criança aumentou ante o levantamento de 2011.

O secretário de Saúde, Carmino Antonio de Souza, destacou que os dados refletem parcialmente o que se passou nessa área, já que parte das pessoas que enfrentam situações de violência acabam não fazendo a denúncia. “A violência não faz o menor sentido para o ser humano em pleno século 21. Somos seres providos de fala, de argumentação, podemos negociar, é inaceitável vermos pessoas que cometem esses crimes contra o elo mais frágil da sociedade”, ressaltou.

Responsável pela elaboração do Boletim Sisnov, o médico Carlos Avancini ressaltou o papel determinante do profissional de saúde nesse processo. “Uma mulher que procure o Centro de Saúde várias vezes sem uma doença aparente, pode estar tentando procurar ajuda por ser vítima de violência”, explicou.

Dados
O Boletim aponta para um crescimento de notificações de violência contra a criança e adolescente. Foram 610 em 2011 e 674 em 2012. As notificações contra mulheres adultas também cresceram: de 410 em 2011, foi para 561 em 2012.

A notificação de violência contra os idosos apresentou queda: de 172 casos em 2011, para 79 casos em 2012. A violência sexual está sendo relatado pela primeira vez no boletim, com 297 casos em 2012 – 266 contra o sexo feminino.

Política consolidada
Este boletim é o sétimo desde que Campinas iniciou o Sistema de Notificação de Violências, em junho de 2005. Elaborado pelo Comitê Intersetorial e Interinstitucional do SISNOV, aponta que a notificação de casos de violência doméstica contra crianças e adolescentes e de violência sexual cresceu ao longo dos anos.

As sucessivas edições do boletim confirmam o compromisso dos diversos profissionais e instituições de quebrar a barreira de silêncio que cerca as situações de violência. Mas, segundo os gestores envolvidos, notificar só não basta.

 

Fonte: Prefeitura de Campinas





Lido 2739 vezes
Gostou deste conteúdo? Compartilhe e comente:
Adicionar comentário

Receba o SEESP Notícias *

agenda