GRCS

15/08/2012

Seminário discute inclusão de imóveis existentes no “Minha Casa, Minha Vida”

O déficit habitacional de 5,8 milhões, no Brasil, e a apresentação de soluções para o problema serão tema do seminário “Inclusão e melhoria de imóveis existentes no programa Minha Casa, Minha Vida”, que acontecerá no próximo sábado (18/08), a partir das 9h, na sede do Sindicato dos Engenheiros no Estado de São Paulo (SEESP), na Capital paulista. O evento é uma iniciativa conjunta do sindicato com o Creci-SP (Conselho Regional de Corretores de Imóveis), a UNMP (União Nacional por Moradia Popular), a CMP (Central de Movimentos Populares), o MNLM (Movimento Nacional de Luta por Moradia) e o Conam (Conselho Nacional das Associações de Moradores).

* Veja toda a programação do seminário aqui

Ao mesmo tempo em que o país vive o drama da falta de moradia para milhões de brasileiros, contabiliza-se cerca de 6 milhões de habitações vagas, segundo o censo de 2010 do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Uma saída para o problema que atualmente emperra o esforço de oferecer moradia digna à população brasileira seria incluir no programa federal “Minha Casa, Minha Vida” unidades habitacionais existentes, que receberiam melhorias com assistência técnica pública e gratuita.

O “Minha Casa, Minha Vida”, como destacam os organizadores da atividade do dia 18, criado pelo governo em 2009, tem como intuito suprir o déficit atual com a construção de imóveis novos, especialmente para as famílias de baixa renda. No entanto, a supervalorização do preço dos terrenos acabou por inviabilizar parte do programa, sobretudo nas capitais.


Rosângela Ribeiro Gil
Imprensa - SEESP

 

 

 

Lido 2715 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

agenda