logo seesp ap 22

 

BannerAssocie se

19/09/2023

Longa trajetória em defesa dos engenheiros e do desenvolvimento

Soraya Misleh/Comunicação SEESP

 

Um sindicato cidadão. Assim o SEESP se consolidou ao longo de sua existência, marcada pela defesa dos seus representados e batalha por crescimento econômico nacional com preservação ambiental e inclusão social. Com o olhar no futuro, certamente uma história a ser celebrada ao completar 89 anos no próximo dia 21 de setembro.

 

“Essa longa e vitoriosa trajetória certamente nos enche de orgulho, a todos nós, engenheiros do Estado de São Paulo. São 89 anos de trabalho e luta em defesa da profissão, do desenvolvimento, dos direitos da categoria e a serviço dos nossos associados. Embora certamente tenha havido e ainda existam muitas dificuldades a serem enfrentadas, o SEESP tem crescido, se fortalecido e se consolidado cada vez mais como entidade representativa de uma categoria fundamental ao desenvolvimento e ao bem-estar da população e como ator qualificado no debate das questões mais relevantes do Estado e do País”, comemora Murilo Pinheiro, presidente do sindicato.

 

Murilo Pinheiro no lançamento do novo "Cresce Brasil", em 6 de março último: defesa dos engenheiros e do desenvolvimento. Foto: Beatriz Arruda/FNE 

Para ele, são duas frentes de atuação que se fortalecem mutuamente: “Ao defender valorização e oportunidades aos engenheiros, estamos lutando também por crescimento e investimentos em produção, ciência, tecnologia e inovação, o que beneficia a sociedade como um todo. Ao apresentar propostas ao desenvolvimento sustentável do País e políticas públicas que melhorem as condições de vida de todos, estamos buscando protagonismo à categoria, que é essencial para que essas metas sejam alcançadas. Essa característica permite ao SEESP lutar pelos engenheiros como entidade sindical, o que é sua função precípua, mas também contribuir com a construção de um país melhor.”  

 

Sob essa diretriz, o sindicato se coaduna, por exemplo, às lutas em defesa do saneamento e transporte públicos de qualidade, portanto, contra as privatizações da Sabesp, Metrô e CPTM.

 

Hora de avançar

Nesse sentido, ainda, engaja-se ao projeto “Cresce Brasil + Engenharia + Desenvolvimento”, iniciativa da Federação Nacional dos Engenheiros (FNE) lançada em 2006 e atualizada desde então que apresenta propostas factíveis ao desenvolvimento nacional sustentável com valorização profissional.

 

A última edição, intitulada “Hora de avançar – Propostas para uma nação soberana, próspera e com justiça social”, apresentada à sociedade em 2023, reúne propostas factíveis em meio a desafios atuais, como as novas tecnologias e a descarbonização da economia e transição energética.

 

Desse modo, aponta para duas direções essenciais, como apresenta Murilo – que é também presidente da FNE – no documento: “A primeira é melhorar imediatamente as condições de vida da população brasileira, em grande parcela vivendo em condições precárias. Assim, estão na pauta o desenvolvimento urbano, a habitação, o transporte e a engenharia pública que precisa estar presente nas cidades e estados brasileiros, notadamente a Engenharia de Manutenção, como forma de prevenir acidentes e evitar prejuízos, promover a segurança das pessoas e o melhor uso dos recursos públicos. A segunda, que tem como objetivo último promover os meios para que haja justiça social e bem-estar, está focada nas áreas consideradas estratégicas para que o Brasil dê um salto efetivo de desenvolvimento: investimentos em pesquisa e desenvolvimento, reindustrialização do País levando em conta suas vantagens estratégicas e a dinâmica da economia global.”

 

Confira aqui a última edição do projeto “Cresce Brasil”

 

A adesão do sindicato a um projeto dessa magnitude é a síntese de sua atuação cidadã consolidada em quase nove décadas de existência, ao que conta também com seu Conselho Tecnológico, que se subdivide em diversos conselhos assessores focados em áreas como mobilidade, energia e telecomunicações.

 

Conselho Assessor de Transporte e Mobilidade Urbana do SEESP debate tendências e soluções para a área em atividade no dia 12 de agosto de 2019. Foto: Beatriz Arruda 

Coordenado pelo professor titular da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP), José Roberto Cardoso, indica anualmente os destaques em suas áreas de atuação a serem agraciados com o prêmio Personalidade da Tecnologia, criado em 1987 como forma de valorizar a engenharia, inovação e iniciativas em prol de um país mais justo, inclusivo e com mais oportunidades para todos.

 

 

Lido 246 vezes
Gostou deste conteúdo? Compartilhe e comente:
Adicionar comentário

Receba o SEESP Notícias *

agenda