logo seesp ap 22

 

BannerAssocie se

24/02/2023

Protagonismo sindical

João Guilherme Vargas Netto* 

 

Peço desculpas por ser repetitivo, mas estou convencido e quero convencer os outros.

 

A melhor forma de comemorar um grandioso 1º de maio 2023, unitário e vitorioso, será dedicá-lo à conquista de uma política permanente de valorização do salário mínimo.

 

Esta pauta central (obviamente em um conjunto mais amplo de reivindicações) pode ser um grande diferencial que caracterize o protagonismo do movimento sindical, já que o governo de Lula pretende fazê-lo e o movimento pode ajudá-lo em sua pretensão.

 

É preciso reprisar que o decreto de reajuste pontual do salário mínimo é de atribuição presidencial, mas a aprovação de uma política permanente (que enfrenta adversários interesseiros e influentes) é atribuição do Congresso Nacional, renovado e conservador. O próprio decreto presidencial de reajuste deveria, pedagogicamente, concretizar o resultado da política permanente.

 

Um 1º de maio 2023, unitário, abrangente e grandioso em sua expressão nacional dará ao presidente Lula e seus aliados a força capaz de convencer a maioria no Congresso Nacional e torná-la favorável a esse pleito. Ao mesmo tempo, a correlação de forças conseguida e observada será um grande indicador de possibilidades futuras para avançar no fortalecimento das negociações coletivas e no reconhecimento dos direitos sindicais.

 

A aprovação da política permanente de valorização do salário mínimo será, efetivamente, uma grande conquista progressista do governo e o momento certo de afirmação do protagonismo sindical. 

 

 

 

 

 

 

 

joao guilherme CNTU artigo

 

 

*Consultor sindical

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Lido 424 vezes
Gostou deste conteúdo? Compartilhe e comente:
Adicionar comentário

Receba o SEESP Notícias *

agenda