logo seesp ap 22

 

BannerAssocie se

07/07/2022

Cresce apoio à Campanha Contra a Carestia

Agência Sindical

 

Em São Paulo, já ocorreram cerca de 100 reuniões em bairros, especialmente entre mulheres. Mas a Campanha Contra a Carestia quer crescer mais, agregar entidades de moradores, mulheres, órgãos de classe, formar sua coordenação e caminhar pra um ato forte, de preferência na Avenida Paulista.

 

Quem informa é Lídia Correa, ex-vereadora na Capital e dirigente da Confederação de Mulheres do Brasil. Ela diz: “As pessoas estão assustadas com os preços das mercadorias, principalmente nos alimentos”.

 

Ela também chama atenção para a conta da luz, que subiu 12,24%. “As concessionárias estão cortando a energia de quem não consegue pagar a conta. Nós reivindicamos que os cortes sejam suspensos, da mesma forma que ocorreu com os despejos”, afirma Lídia.

 

A Campanha Contra a Carestia é ampla e sem vinculação partidária. Essa abertura estimula a participação de diversas entidades sindicais (Condutores, Metroviários, Construção Civil, Carteiros, Metalúrgicos etc.), como também da Comissão de Justiça e Paz, Unegro, Federação das Entidades Comunitárias do Estado de SP e outras.

 

Medidas - Para Lídia Correa, a situação de aperto das famílias exige medidas urgentes dos governantes. Ela diz: “Produtos como leite, arroz, feijão, macarrão, óleo e outros que são utilizados na alimentação das famílias precisariam ser tabelados”.

 

Câmara - Quarta, 13, a partir das 18 horas, o núcleo da Campanha se reúne na Câmara de SP, a fim de debater a formação da Coordenação e também encaminhar tarefas. Aberta ao público.

 

Com o lema “Abaixo a carestia, a panela tá vazia”, a Campanha busca se aproximar também das igrejas e faz contato com o Interior do Estado e outras Regiões. Diz Lídia: “O importante é discutir o problema, reunir pessoas e combater a alta no custo de vida”.

 

 

 

 

 

 

Lido 173 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar



Receba o SEESP Notícias

E-mail:

agenda