GRCS

30/03/2017

Intervozes lança relatório sobre violações ao direito à comunicação

O coletivo de comunicação social Intervozes lançou, em 23 de março último, a publicação “Direito à comunicação no Brasil 2016”, que traz um panorama dos principais acontecimentos do ano no campo das políticas públicas na área de radiodifusão e internet.

Em seis capítulos, o relatório analisa a mudança na comunicação pública com a intervenção do governo Temer na Empresa Brasil de Comunicação (EBC) e levanta dados de violações à liberdade de expressão e manifestação e à comunicação comunitária, no contexto das Olimpíadas do Rio. Aponta ainda as ameaças ao acesso com mudanças no Marco Civil da Internet e o crescimento do controle de canais por grupos religiosos e por políticos.

 

Publicação intervozes 300317

 

O lançamento foi realizado na mesma semana em que o blogueiro Eduardo Guimarães foi conduzido coercitivamente pela Polícia Federal e teve seu sigilo de comunicação quebrado. Para Bia Barbosa, jornalista e coordenadora do Intervozes, o texto vem em um momento propício em que a liberdade de expressão e o direito à comunicação estão profundamente ameaçados. 

O compilado reúne seis reportagens publicadas ao longo do ano passado no “Observatório do Direito à Comunicação”, que falam sobre políticos que têm vínculos com canais de rádio e televisão, o avanço de grupos econômicos e religiosos sobre o setor, as ações prejudiciais do governo federal à comunicação pública, iniciativas que ameaçam o acesso e a livre expressão na internet e o papel dos meios de comunicação no processo de impeachment que retirou Dilma Rousseff da Presidência da República.

 

 

 

Publicado por Jéssica Silva
Comunicação SEESP
Com informações do Intervozes

 

 

 

 

Lido 973 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

Oportunidades Plataforma 29 04 1

VAGAS DE ESTÁGIO DE ENGENHARIA

agenda