logo seesp ap 22

 

BannerAssocie se

×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 69

16/01/2017

Querem nos isolar e tornar o sindicalismo irrelevante, alerta Vargas Netto

O Brasil tem um sindicalismo ainda muito forte. Aqui, nossa média de sindicalização oscila entre 15 e 18%. Nos Estados Unidos, por exemplo, é de 5%. A observação é do consultor sindical João Guilherme Vargas Netto, em preleção durante encontro no dia 10 de janeiro último, do Fórum Sindical dos Trabalhadores (FST), na sede dos Metalúrgicos de São Paulo.

Porém, o experimentado consultor alerta: “O governo se aproveita da recessão e do desemprego para tentar isolar o movimento sindical da sociedade.” Ele lembra que nosso sindicalismo, além das tarefas cotidianas junto às categorias, sempre foi uma força ativa e articulada. Mas ressalva: “Querem nos impor o padrão norte-americano, onde o sindicalismo foi primeiro isolado e depois perdeu expressão política.”

Essa decadência ficou patente na recente eleição dos EUA, onde a direção da AFL-CIO, alinhada aos Democratas, pediu voto para Hillary, mas viu boa parte da massa trabalhadora votar em Trump. “O objetivo é nos tirar do jogo em 2018”, ressalta.

Tarefas
Segundo Vargas Netto, há quatro bandeiras e tarefas, hoje, para o movimento sindical brasileiro: resistência às agressões a direitos; defesa da pauta desenvolvimentista; participação efetiva nas campanhas salariais e negociações coletivas; assistência aos trabalhadores e atendimento às demandas das categorias.

Comunicação
O consultor também recomenda apuro na comunicação com a base. Devemos, segundo ele, levar informações reais sobre as pretendidas reformas da Previdência e Trabalhista, apontando as ameaças aos trabalhadores. Ele lembrou que as entidades praticamente ignoraram o congelamento do salário mínimo - “é preciso lembrar que o governo interrompeu a curva de recuperação que vigorou por 13 anos” - e que devem, por exemplo, dar suporte aos que forem resgatar saldo de contas inativas do FGTS.



Comunicação SEESP
Notícia reproduzida do boletim da Agência Sindical







 

Lido 2129 vezes
Gostou deste conteúdo? Compartilhe e comente:
Adicionar comentário

Receba o SEESP Notícias *

agenda