Logos

GRCS

14/04/2010

Seminário abriu Ano Brasil-Alemanha

Avalie este item
(0 votos)

       Brasil e Alemanha já são parceiros nas áreas de ciência e tecnologia há cerca de 40 anos e um dos objetivos da programação que se estende ao longo do ano é reforçar a cooperação em várias áreas de interesse comum, como a engenharia
       O ministro da Ciência e Tecnologia, Sergio Rezende, e ministra da Educação e Pesquisa da Alemanha, Annette Schavan, abriram nesta segunda-feira, em São Paulo, o Ano Brasil-Alemanha da Ciência, Tecnologia e Inovação 2010-2011
       Brasil e Alemanha já são parceiros nas áreas de ciência e tecnologia há cerca de 40 anos e um dos objetivos da programação que se estende ao longo do ano é reforçar a cooperação em várias áreas de interesse comum.
       Pela manhã, os dois ministros participaram do seminário "Brasil e Alemanha na Era do Conhecimento e Inovação".  Leia também matéria sobre acordo assinado nesse seminário entre A FNE e a VDI Brasil-Alemanha para criação de uma Instituição de Ensino Superior pelo Sindicato dos Engenheiros do Estado de São Paulo. À tarde, abriram solenemente as atividades do Ano Brasil-Alemanha, inaugurando uma exposição de painéis informativos de instituições de ciência, tecnologia e inovação do Brasil e da Alemanha. A abertura da exposição teve também a participação do diretor do Instituto Alemão de Pesquisa para o Desenvolvimento, Dirk Messner
       O Ano Brasil-Alemanha foi idealizado para celebrar 40 anos de relacionamento bilateral em ciência e tecnologia entre os dois países e será marcado por iniciativas conjuntas, como constituição de plataformas tecnológicas; programas de trabalho entre instituições científicas e de pesquisa e inovação para o desenvolvimento de novos processos industriais; seminários; conferências; programas de popularização da ciência e constituição de um fundo bilateral comum para a inovação.
       Especial destaque é dado às áreas de nano e biotecnologia, ciências biomédicas, tecnologia industrial e engenharia de produção, eletrônica, sustentabilidade, mudança climática e popularização da ciência. O acordo foi anunciado em Berlim (Alemanha), pela chanceler federal Angela Merkel e pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Assinaram o documento pelo lado alemão o Secretário de Estado Parlamentar do Ministério da Educação e da Pesquisa, Helge Braun, e pelo lado brasileiro, o ministro Sergio Rezende.
       Deste mês a março de 2011 deverão ser realizados, tanto no Brasil quanto na Alemanha, encontros e eventos nas áreas assinaladas, com o propósito de fortalecer a consciência na sociedade dos vínculos entre cooperação internacional, inovação e desenvolvimento. Além de despertar o interesse do setor produtivo e de serviços, no Brasil e na Alemanha, quanto às possibilidades de negócios e de inovação tecnológica e industrial em setores-chave da economia de ambos os países.
       O Ano Brasil-Alemanha da Ciência, Tecnologia e Inovação é preparado por um Comitê Organizador Binacional. Do lado brasileiro, são integrantes os ministérios da Ciência e Tecnologia (MCT), Relações Exteriores (MRE) e Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic). Também participam da organização a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), o Conselho Nacional de Pesquisa Científica e Tecnológica (CNPq), a Coordenação de Aperfeiçoamento do Pessoal de Ensino Superior (Capes), a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Fonte: MCT
www.fne.org.br

 

 

 

Lido 1659 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

VAGAS DE ESTÁGIO

agenda

art creasp