Logos

GRCS

02/05/2019

Centrais se unem em ato de 1º de Maio contra reforma da Previdência

Avalie este item
(0 votos)

Comunicação SEESP*

 

O Dia do Trabalhador de 2019 conseguiu unir, pela primeira vez, centrais sindicais de todo País com posicionamentos distintos à mobilização em prol do direito à aposentadoria digna, contra a reforma da Previdência proposta pelo governo Bolsonaro (PEC 6/2019). Em São Paulo, o ato que teve início às 10h, no Vale do Anhangabaú, contou com aproximadamente 200 mil pessoas, segundo levantamento das centrais.

 

Nas falas, os dirigentes sindicais pediam principalmente a retirada da PEC para um princípio de diálogo com o governo. Mas também apontavam a greve geral, marcada para o próximo dia 14 de junho, como ação para derrotar a proposta contra os trabalhadores. As entidades também levantaram bandeiras de luta pelos direitos trabalhistas, por emprego, direitos sociais, democracia e soberania nacional.

 

Em vídeo publicado nas redes sociais, o presidente do SEESP, Murilo Pinheiro, reforçou a importância da data, 1º de Maio, “no resgate da dignidade do trabalhador, da oportunidade de trabalho e da qualidade de vida”, e da luta contra a reforma, “junto com todas as centrais, com todos os sindicatos do País”. E ressaltou: "Vamos juntos fazer este País cada vez mais justo”.

 

A mobilização na capital paulista também foi palco de apresentações musicais de artistas como a cantora de funk carioca Ludmilla, a dupla sul-mato-grossense Maria Cecília e Rodolfo entre outros. A sambista e deputada Leci Brandão cantou prestando homenagem à cantora Beth Carvalho, que faleceu em 30 de abril último.

 

 

Foto: Allen Habert.
1deMaio 2019 Allen
Palco das atividades do 1º de Maio no Vale do Anhangabaú, na capital paulista. 

 

 

 

 

 

 

 

*Com informações da Rede Brasil Atual.

 

 

 

 

 

Lido 132 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

VAGAS DE ESTÁGIO

agenda

art creasp