Logos

GRCS

27/03/2017

Murilo participa do debate "A crise que não sai nos jornais"

Um dos principais argumentos dos setores conservadores e do oligopólio midiático para a destituição da presidente Dilma Rousseff foi a urgência de buscar uma saída à crise econômica do País. Seis meses depois, as promessas do governo liderado por Michel Temer e o otimismo apregoado pelos grandes meios de comunicação parecem ter fracassado: a crise só agrava. Discutir esse cenário é a proposta do debate "A crise que não sai nos jornais", que acontece na próxima sexta-feira (31/03), às 19h, no Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé (Rua Rego Freitas, 454, conjunto 83), em São Paulo.

O presidente do SEESP, Murilo Pinheiro, é um dos convidados para a mesa do debate, assim como o senador Roberto Requião (PMDB-PR); a professora da Faculdade de Economia e Administraçao da Universidade de São Paulo e ex-secretária Municipal de Planejamento da cidade de São Paulo, Leda Paulani; e o diretor da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), Mario Bernardini. 

A discussão se dá em um momento de ofensiva do governo na retirada de direitos da população e a divulgação de um dado alarmante: pela primeira vez em duas décadas, o país sofreu aumento no índice de desigualdade social. Além disso, as medidas econômicas do governo, somadas aos resultados da forma como vem sendo conduzida a Operação Lava Jato, têm provocado um verdadeiro desmonte de diversos setores da indústria nacional. Como enfrentar essa conjuntura?

Inscrições
A atividade é aberta ao público, bastando realizar a inscrição de formulário constante aqui. As vagas são limitadas.

 

Publicado por Rosângela Ribeiro Gil
Comunicação SEESP

 

 

 

 

 

Lido 797 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

VAGAS DE ESTÁGIO

agenda

art creasp