Logos

GRCS

08/11/2016

Pinheiro participa de lançamento da frente pelo transporte metroferroviário

Murilo Pinheiro, representando o SEESP e a Federação Nacional dos Engenheiros (FNE), participou do lançamento da Frente Parlamentar em prol do Transporte Metroferroviário (FTRAM), na segunda-feira (7/11). Criada para contribuir com a melhoria do transporte público urbano, abrindo um espaço para o debate de propostas e estabelecer ações que contribuam para a expansão ferroviária,  especialmente na região metropolitana de São Paulo, a frente será formada por representantes de órgãos governamentais, da sociedade civil, além de empresários e especialistas no tema.

Foto: Paula BortoliniFrente parlamentar metroferroviaria 1Pinheiro, no canto direito, integra mesa de abertura
do lançamento da Frente Parlamentar.


Pinheiro, que é presidente do sindicato e da Federação,  integrou a mesa de abertura da cerimônia, juntamente com o presidente da Associação Brasileira da Indústria Ferroviária (Abifer) Vicente Abate; o presidente do Conselho da Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos (Anptrilhos), Joubert Fortes Flores Filho; o diretor-presidente do Metrô, Paulo Menezes Figueiredo, e o diretor presidente da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) Paulo De Magalhães Bento Gonçalves.


"É uma honra o SEESP e a FNE integrarem a frente, deixando as entidades à disposição nas discussões e no que mais for possível", afirmou Murilo Pinheiro durante o evento.

Para o coordenador da frente, o deputado João Caramez (PSDB),a iniciativa "espera agregar num único espaço de discussão atores envolvidos direta e indiretamente na questão do transporte metroferroviário, tema de grande relevância para o nosso Estado e principalmente para a região metropolitana de São Paulo".

Caramez disse ainda esperar que os grupos de trabalho que serão formados apontem os gargalos do transporte sobre trilhos " tanto de passageiros quanto de cargas " e busquem soluções para eles. Portanto, o deputado cobrou empenho dos participantes na discussão, que é, afinal, em defesa dos interesses da população paulista.

Também esteve presente o presidente da Associação de Engenheiros e Arquitetos de Metrô (AEAMESP), Emiliano Stanislau Affonso Neto, que  uma fez explanação sobre os dados levantados na última pesquisa origem-destino feita com usuários de transporte público, que apontou, entre outras coisas, o crescimento do uso do transporte público e também do uso de integração entre os modais de transporte através de bilhetes do tipo único.

Segundo Emiliano Affonso, é preciso investir no transporte público, pois as perdas econômicas geradas com o trânsito na cidade de São Paulo chegam a afetar o PIB nacional. Para isso, é preciso criar, por exemplo, fontes de recurso permanentes e ainda uma sintonia entre os três poderes.




Comunicação SEESP
Com informações do site da Alesp







Lido 1145 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

VAGAS DE ESTÁGIO

agenda