Logos

GRCS

16/12/2015

Dia do Engenheiro - Reconhecimento a quem faz a diferença

Como faz tradicionalmente desde 1987, o SEESP celebrou o Dia do Engenheiro – 11 de dezembro – com a entrega do prêmio Personalidade da Tecnologia aos destaques do ano em suas áreas de atuação. Em 2015, foram agraciados os seguintes nomes: Ruy Ohtake (categoria Desenvolvimento urbano), Yaro Burian Jr. (Educação), Valter Pieracciani (Inovação), Miro Teixeira (TI e comunicação), Rodrigo Otaviano Vilaça (Transporte, mobilidade urbana e logística) e Paulo Renato Paim (Valorização profissional) (confira suas trajetórias profissionais em http://goo.gl/uhhJD1).

A cerimônia ocorreu na sede do sindicato, na Capital, e contou com aproximadamente 200 participantes, incluindo autoridades como o ministro da Defesa, Aldo Rebelo, e o deputado estadual Itamar Borges (PCdoB), além de laureados em edições anteriores, entre eles o ex-reitor da Universidade de São Paulo (USP) Antonio Hélio Guerra Vieira.

Em sua 29ª edição, trata-se de reconhecimento a quem contribui ao desenvolvimento nacional e à defesa da profissão, como salientou o presidente do SEESP, Murilo Celso de Campos Pinheiro, ao abrir a solenidade. “Quando damos um prêmio, estamos agradecendo-os pelos benefícios à categoria, ao cidadão e à área tecnológica”, disse. Aldo Rebelo enfatizou: “Essa homenagem tem vários sentidos, entre eles pedagógico, ao educar os jovens e profissionais a seguirem o percurso de quem tem prestado serviços à causa pública.” Ele complementou: “A engenharia é responsável pela construção material do País, da nossa infraestrutura, mas também de valores. Quando uma instituição promove a esperança no desenvolvimento e no progresso, ajuda a criar valores estabilizadores em uma sociedade complexa.” Para Itamar Borges, o conjunto de personalidades “resume a importância da engenharia ao nosso Estado e País”. Na visão da vice-prefeita de Diadema e presidente da Delegacia Sindical do SEESP no Grande ABC, Silvana Guarnieri, “em comum, os premiados estão imbuídos de trazer à nossa sociedade e juventude o Brasil que tanto idealizamos e queremos”.

Coordenador do Conselho Tecnológico do SEESP – responsável pela escolha das áreas e seleção dos nomes indicados pela categoria –, José Roberto Cardoso afirmou: “Essas personalidades são um marco para a engenharia nacional.” No ensejo, aproveitou para dar recado sobre a importância da educação voltada à inovação: “Precisamos dar aos alunos formação que estimule a criatividade e garanta que não se tenha medo de errar. Temos que deixar de ter estudantes como agentes passivos na sala de aula.” Nessa direção, o sindicato criou o Instituto Superior de Inovação e Tecnologia (Isitec), iniciativa lembrada por Rebelo.

A voz dos homenageados
O renomado arquiteto Ruy Ohtake fez coro às lideranças: “A premiação contempla as iniciativas mais criativas e sociais que contribuem ao desenvolvimento tecnológico do País.”

Ele informou ter vencido concurso para inovação em nova edificação da Escola Politécnica da USP. “A ideia é não se satisfazer com produção normal, tem que ser bonito, tem que ter inventividade.”

Já o engenheiro Yaro Burian Jr. brindou os presentes com uma aula sobre a importância da inclusão e inovação na educação. “Terceira indústria aeronáutica do mundo, a Embraer só existe porque alguns visionários acharam que educação era importante e criaram o ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica). Dificilmente se poderia imaginar um investimento melhor do que o ensino. Hoje, um quilo de avião é exportado a US$ 1.363,00, enquanto um quilo de minério de ferro sai por cinco centavos.” De acordo com ele, o Brasil tenta atualmente enfrentar a perda de talentos por falta de educação. Burian citou como ação afirmativa importante nesse sentido a Lei de Cotas, e frisou: “Na Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), em que se instituiu programa para inclusão de estudantes provenientes de escolas públicas, com pontos a mais para as minorias tradicionais prejudicadas no País, demonstrou-se que os alunos dessas instituições melhoravam o desempenho em relação ao vestibular. Os resultados são muito bons.”

Também engenheiro, Valter Pieracciani apontou outro desafio nacional: fortalecer a P, D & I (pesquisa, desenvolvimento e inovação). E ratificou a demanda apresentada por Burian, de que se assegure educação voltada à inovação às “crianças menos privilegiadas” – objetivo do projeto “A verdadeira mágica”, por ele idealizado. “Assim poderemos ter centenas de Santos Dumonts.”

A criação do Sistema Brasileiro de TV Digital, desenvolvido quando Miro Teixeira estava à frente do Ministério das Comunicações, foi ressaltada por esse deputado. “Devemos isso a vocês. A inteligência brasileira está presente e vai construir um país melhor.” Na concepção de Rodrigo Vilaça, a responsabilidade é transmitir conhecimento para as novas gerações no sentido de garantir gestores públicos inovadores. O senador Paulo Paim não compareceu à cerimônia. Justificando a ausência, enviou uma carta destacando o apoio à categoria e a defesa “intransigente dos direitos dos trabalhadores e dos discriminados”, em prol de uma nação soberana e igualitária.


* Confira aqui as fotos da solenidade



Soraya Misleh
Imprensa SEESP
Matéria publicada, originalmente, no Jornal do Engenheiro, Edição 487











 

Lido 1462 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

VAGAS DE ESTÁGIO

agenda