GRCS

Mostrando itens por marcador: delegacias sindicais do SEESP

O campus de Bauru da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp) retificou 10 concursos públicos (CPs) para o provimento de 12 vagas de Professor Substituto/Auxiliar de Ensino na Faculdade de Engenharia.

Foi alterado o endereço para a realização da inscrição, que passou a ser na Seção Técnica de Comunicação da Faculdade de Engenharia do Campus de Bauru, situada na Avenida Engenheiro Luiz Edmundo Carrijo Coube, 14-01, Núcleo Residencial Presidente Geisel, Bauru - SP, acesso pela Portaria 2. Também foram especificadas as formações exigidas.

Todos os profissionais atuarão durante o 2º semestre letivo de 2014, em regime celetista, com jornadas de 12h semanais e remuneração de R$ 769,48. Esse valor pode chegar a R$ 1.138,28, R$ 1.592,11 ou R$ 1.898,11, caso os profissionais tenham títulos de mestrado, doutorado ou livre-docência.

Podem participar candidatos que atendam aos requisitos dos cargos e que efetuem inscrição das 9h às 11h e das 14h às 17h, apenas em dias úteis, na Seção Técnica de Comunicações do campus. É exigida a entrega da documentação listada nos certames e o pagamento da taxa, no valor de R$ 75,00.

O formulário de inscrição está disponível em www.rh.feb.unesp.br e o período para os CPs 139 ao 143/2014 e do 146 ao 148/2014 é de 4 a 15 de agosto de 2014, enquanto para os CPs 144 e 145/2014 é de 4 a 8 de agosto de 2014.

Haverá prova de títulos e didática para todos, conforme detalhado nos certames, e a validade dos mesmos é de seis meses.

Para mais detalhes consulte os editais aqui.


Confira os certames, Departamentos/ áreas e vagas disponibilizadas:

CP 139/2014 - Departamento de Engenharia Civil e Ambiental/ Pontes (1).

CP 140/2014 - Departamento de Engenharia Civil e Ambiental/ Resistência dos Materiais I(1).

CP 141/2014 - Departamento de Engenharia Civil e Ambiental/ Mecânica e Resistência dos Materiais (1).

CP 142/2014 - Departamento de Engenharia Civil e Ambiental/ Projeto de Estradas; Aeroportos, Portos e Vias Navegáveis; e Transporte Ferroviário(1).

CP 143/2014 - Departamento de Engenharia Civil e Ambiental/ Instalações Hidráulicas e Saneamento Básico; Projeto de Instalações II (1).

CP 144/2014 - Departamento de Engenharia Mecânica/ Higiene e Segurança do Trabalho; Manutenção e Lubrificação de Equipamentos (1).

CP 145/2014 - Departamento de Engenharia Mecânica/ Termodinâmica I; Transferência de Calor I (1).

CP 146/2014 - Departamento de Engenharia de Produção/ Gestão da Cadeia de Suprimentos; Gestão Organizacional I; Gestão Organizacional II; Marketing (1).


CP 147/2014 - Departamento de Engenharia de Produção/ Estatística aplicada à Comunicação; Estatística; Estatística aplicada à Psicologia (2).


CP 148/2014 - Departamento de Engenharia de Produção/ Consultoria Empresarial; Administração de Empresas II; Administração; Ética e Cidadania; Economia (2).

Fonte: Site Planeta Osasco





Oficiais de Justiça de São Carlos, Descalvado, Itirapina, Porto Ferreira e Ribeirão Bonito - no Interior de São Paulo - se reuniram na entrada do fórum cível para protestar por uma hora e entregar à população uma carta para falar sobre os problemas enfrentados por estes profissionais do judiciário que usam o próprio veículo para realizar diligências judiciais.

O protesto ocorreu na tarde de terça-feira (29/4), nos fóruns cível e criminal do Estado de São Paulo para chamar a atenção do Tribunal de Justiça (TJ) e do governo estadual para reivindicação da categoria.

Segundo o oficial de Justiça José Guilherme Armhyuster que participou da paralisação em São Carlos o movimento partiu dos próprios oficiais de justiça nas redes sociais, onde todos se organizaram e redigiram um oficio que será entregue ao presidente do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, desembargador José Renato Nalini. Um abaixo-assinado também deverá ser entregue ao Ministério do Trabalho e Emprego.

A categoria reivindica a aprovação do Projeto de Lei Complementar nº 56/13 (Nível Universitário), alteração das Normas da Corregedoria, atualização dos valores das diligências pagas e providências contra o Sindicato dos Oficiais de Justiça do Estado de São Paulo (SINDOJUS/SP). O movimento foi pacífico e organizado em ata e através de uma assembleia os oficiais deverão avaliar o movimento e não descarta uma possível greve estadual.


Fonte: São Carlos Agora






 

O investimento do governo do Estado em obras viárias para a região de Alta Mogiana (SP) alcançou R$ 631 milhões. O montante, anunciado na sexta (18/4) pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB), se refere a projetos já executados, em andamento e que ainda serão iniciados nas cidades do Alto Tietê. O repasse maior, no valor de R$ 149 milhões, será para a duplicação da rodovia Mogi-Dutra (SP-88), no trecho de Arujá, entre os quilômetros 32 e 40.

Durante evento realizado no Teatro Municipal Dr. Armando de Ré, na região central de Suzano, onde foi anunciada a abertura da licitação para conclusão da avenida Governador Mário Covas Júnior, a Marginal do Una, Alckmin apresentou um mapa com todas as obras viárias previstas para a região e destacou que elas representarão melhores condições para a população e também mais segurança para os motoristas. "É uma grande alegria vir hoje a Suzano entregar uma obra e começar outra nova, além de anunciar o investimento de R$ 631 milhões para a toda a região", reforçou o tucano.

Entre as obras já realizadas no Alto Tietê, Alckmin destacou a recuperação da Mogi-Salesópolis (SP-88), entre Mogi das Cruzes e Biritiba Mirim, onde o investimento já executado é de R$ 113 milhões. Também já foi concluído no início deste ano o recapeamento da Mogi-Bertioga (SP-98), que recebeu diversas melhorias, entre elas terceiras faixas e retornos, com o aporte de R$ 4 milhões do governo do Estado.

A rodovia Índio Tibiriçá (SP-31), que recebeu acostamento, nova faixa e recapeamento com o investimento de R$ 85 milhões, também foi lembrada pelo tucano, que destacou ainda o alteamento da antiga pista da SP-31, na Vila Ipelândia, no distrito de Palmeiras, em Suzano. No local foram investidos R$ 12 milhões para que a pista fosse elevada.

Em andamento
Sobre as obras que já estão em execução, foi mencionada a duplicação de cinco quilômetros da Mogi-Guararema (SP-31) no trecho da saída de Mogi e a recuperação de toda sua extensão até Jacareí. Para o custeio dos trabalhos, que devem ser concluídos neste ano, o Estado encaminhou R$ 52 milhões. Também está sendo revitalizada a rodovia Alberto Hinoto (SP-56), no trecho entre Igaratá, Santa Isabel e Arujá.

Futuro
Questionado sobre os projetos que ainda começarão no Alto Tietê, o governador citou o recapeamento da rodovia Henrique Eroles (SP-66), reivindicação antiga de prefeitos da região. "Será entre Mogi, Suzano, Poá e Itaquá, em uma extensão de 20 quilômetros. Essa obra já está licitada, inclusive", disse. No entanto, não falou em datas.

A revitalização da Mogi-Dutra no trecho de Mogi, orçada em R$ 46 milhões, e no trecho de Arujá, também foi confirmada. A licitação para contratação da empresa que executará o projeto será aberta em maio deste ano. Alckmin também lembrou que a ligação da SP-88 com a rodovia Presidente Dutra (BR-116) deverá ser feita por meio de um viaduto.

Para Suzano, será iniciada a reconstrução da Marginal do Una. O investimento previsto é de R$ 76 milhões.

Fonte: Mogi News

Assim como na Capital, nas delegacias sindicais do SEESP, na Baixada Santista e em Campinas, também vem se realizando o ciclo de debates “A engenharia e a cidade” com os candidatos às Prefeituras. O objetivo é ouvir suas propostas em várias áreas importantes para o desenvolvimento local e propiciar à categoria a oportunidade de apresentar ideias e contribuições. Em Santos, já participaram do debate José Antonio Marques Almeida (Jama), do PRTB; Prof. Fabião, PSB; e Paulo Alexandre Barbosa (PSDB). Em Campinas, inaugurou a atividade Pedro Serafim (PDT), no dia 22 de agosto.

Confira o calendário atualizado aqui com os próximos debates das duas cidades.


Soraya Misleh
Imprensa - SEESP



 

agenda