logo seesp ap 22

 

BannerAssocie se

16/12/2021

CNTU apresenta projetos para 2022 em encontro nacional

Aconteceu nesta quarta (15/12)

 

Comunicação SEESP

 

Em sua sexta edição, o Encontro Nacional da CNTU realizou-se nesta quarta-feira (15/12). Pelo segundo ano consecutivo, o evento – que marcou os 15 anos de atividade da Confederação Nacional dos Trabalhadores Liberais Universitários Regulamentados – ocorreu virtualmente, com transmissão pelo canal do Youtube da entidade, devido à ainda necessidade de distanciamento social em função da pandemia de Covid-19.

 

Sob o mote “2022, o ano em que o Brasil vai mudar de pele”, o evento incluiu na programação homenagem aos amigos da CNTU que partiram em 2021; balanço, desafios e perspectivas da confederação para o próximo ano; lançamento do portal e do teaser do filme Brasil 2022; plenária e posse dos novos conselheiros consultivos; e entrega do Prêmio Personalidade Profissional aos destaques do ano nas categorias abrangidas pela confederação (Economia, Engenharia, Farmácia, Nutrição e Odontologia), bem como em Interesse público.

 

À abertura, que contou com a presença do presidente Murilo Pinheiro e da vice Gilda Almeida de Souza, a importância da entidade e sua trajetória em prol dos profissionais liberais e da sociedade foi lembrada. Essa foi a tônica das falas dos presidentes José Carrijo Brom (FIO – Odontologistas) e Pedro Afonso Gomes (SindeconSP – Economistas de São Paulo), além da secretária-geral Maria Maruza Carlesso (Fenafar – Farmacêuticos) e dos diretores da CNTU José Manoel Gonçalves Ferreira e Allen Habert.

 

Abertura do Encontro Nacional da CNTU. Reprodução Youtube 

Idealizador do encontro, este último celebrou: “É uma caminhada extremamente vitoriosa. Está no DNA da confederação sua coragem e ação. Foi o que nos moveu em 2006, quando criamos a esperança, ligando todas as regiões, vontades e dezenas de sindicatos, que abrangem uma base de 2 milhões de profissionais. Uma conquista oceânica no nosso país.” Ele enfatizou que sob o tripé economia, engenharia e saúde, edificou-se a trajetória da CNTU, demonstrando a importância dos saberes para a construção de uma nação desenvolvida, democrática, com soberania popular e nacional.

 

Homenagens

 

Em meio à pandemia, que, como destacou Habert, ceifou a vida de mais de 600 mil brasileiros e “deixou mais de 100 mil órfãos”, foram homenageados os amigos da CNTU e conselheiros consultivos que faleceram ao longo do ano.

 

 

Entre eles, o engenheiro Sergio Storch, o ex-deputado Carlos Neder, o jornalista Ricardo Carvalho, o arquiteto Ruy Ohtake, criador da logomarca do projeto “Brasil 2022”; o sociólogo Célio Nori, além dos advogados Sérgio Sérvulo da Cunha e Uriel Vilas Boas. “As sementes que cada um plantou são inspiradoras para nossas batalhas, lutas e esperanças. Precisam ser regadas todos os dias”, salientou Habert.

 

Balanço, desafios e perspectivas

 

A ideia de projetar o futuro esteve presente durante a mesa “15 anos da CNTU: balanço, desafios em 2022 e perspectivas”. No ensejo, o presidente da Fenafar, Ronald Santos, lembrou o compromisso construído ao longo dos cinco encontros anteriores. “Chegamos a este sexto com grandes responsabilidades e algumas fragilidades que é preciso reconhecer para se cumprirem os desafios. O movimento sindical sofreu no Brasil do último período ataques talvez sem precedentes, mas resistimos. Nosso compromisso é defender a democracia e o desenvolvimento, rumo à construção de dias melhores”, frisou.

 

Habert apresentou um balanço da CNTU, abordando suas lutas, projetos e campanhas desenvolvidas ao longo de seus 15 anos. “2022 será o ano em que o Brasil vai mudar de pele. As camadas médias e universitárias têm papel fundamental nessa construção”, pontuou. Ele lembrou que entre as iniciativas pensadas para o próximo período estão a celebração “crítica” dos 200 anos da Independência do Brasil e dos 100 anos da Semana de Arte Moderna.

 

Ao final, as colaboradoras da CNTU Marta Rezende e Andressa Izabel da Silva apresentaram o portal Brasil 2022 (https://brasil2022.org.br), lançado no ensejo juntamente com o teaser do webdoc em construção pelo cineasta Silvio Tendler, relativo a esse projeto, o qual ele salientou ser “amplo, plural e abarcativo, incluindo um emaranhado que permitirá que todas as expressões possam se manifestar. O desenho é de uma rede de trens, cuja linha central parte de 1922 e chega a 2022, conduzindo a história principal. A estação final é a construção da nação brasileira”.

 

Confira o teaser do webdoc Brasil 2022:

 

Plenária e posse do Conselho Consultivo

 

Em sua 18ª. edição, a plenária do Conselho Consultivo da CNTU empossou 100 novos membros ao denominado “Conselho das Mil Cabeças”. Agora já são mais de 1.800, de diversas áreas do conhecimento.

 

 

Confira o 6º. Encontro Nacional e a 18ª. Plenária na íntegra:

 

 

Lido 608 vezes
Gostou deste conteúdo? Compartilhe e comente:
Adicionar comentário

Receba o SEESP Notícias *

agenda