logo seesp ap 22

 

BannerAssocie se

05/05/2011

FNE entra na Copa em busca das soluções

 

Prioridades da Federação, dentro do programa Cresce Brasil - Copa 2014, são de buscar informações precisas sobre o que falta fazer, buscar alternativas diante de eventuais problemas e vigiar para que as obras para o Mundial sejam legados reais o país

        Ao iniciar uma série de debates com autoridades, profissionais e lideranças das cidades que serão sede do Mundial de Futebol 2014, dentro do programa “Cresce Brasil – Copa do Mundo”, a FNE tem o objetivo de contribuir para o processo de preparação do país, tentando separar o joio do trigo no debate sobre os problemas que virão pela frente, buscando propor soluções reais para problemas reais. Por exemplo, ajudar a prover informações seguras sobre os preparativos e necessidades, em um período que coincide com o calendário eleitoral brasileiro e que, portanto, deve ser fortemente influenciado pela crítica exacerbada entre diferentes protagonistas de um e de outro processo.

        De acordo com a diretoria do FNE, a primeira orientação é a busca de informações precisas sobre o “estado da arte”, significando a quantificação e qualificação o mais exatas possível sobre cada uma das ações, públicas ou privadas, que devem ser executadas de hoje a junho de 2014. Urge a construção de um quadro realista e “neutro” sobre as condições presentes e futuras das múltiplas realizações envolvidas na preparação do país para a Copa.

        A segunda orientação diz respeito ao “viés” dos debates. A FNE acredita que sua maior contribuição está na busca de soluções e não no diagnóstico e repercussão dos eventuais problemas. Sem abrir mão da identificação de gargalos ou de questionamento de opções ou decisões, a postura da Federação será de uma intervenção positiva e propositiva, que forneça ao conjunto de agentes envolvidos caminhos e alternativas para a superação de dificuldades e redução de custos e riscos.

        Outra preocupação da FNE é que o horizonte dos debates deve concentrar-se menos na realização do evento em si, sem, é claro, desconsiderar a busca de seu sucesso, mas no legado que a Copa pode e deve deixar para o país, particularmente nas suas doze cidades-sede. Sob a ótica do desenvolvimento brasileiro, é no pós-Copa que devem estar centrados os esforços e preocupações da Federação, que vê o evento como um momento-síntese da busca do crescimento da economia brasileira.

        O programa Cresce Brasil, movimento permanente dos engenheiros pelo desenvolvimento nacional, tem participado da busca de alternativas para o crescimento sustentável da economia brasileira com inclusão social e ja promoveu debates de relevância pelo país, a exemplo das séries “Programa de Aceleração do Crescimento – PAC”, “Metropolização” e “Enfrentando e Superando a Crise”. Foram realizados mais de 200 diferentes encontros e seminários, envolvendo acima de 10 mil participantes altamente qualificados.

        Apostando que os engenheiros brasileiros podem ajudar a fazer da Copa 2014 mais um marco do processo contínuo e sustentado do progresso do país, a FNE inicia no dia 26, em São Paulo, a série de debates do Cresce Brasil - Copa do Mundo, que terá eventos em todas as cidades sede do mundial. Saiba mais e confira a programação do encontro paulista.

 

www.fne.org.br

 

 

 

 

Lido 1869 vezes
Gostou deste conteúdo? Compartilhe e comente:
Adicionar comentário

Receba o SEESP Notícias *

agenda