Logos

GRCS

29/07/2015

Dissídio Coletivo 2000 do Metrô retorna à vara de origem

O processo do Dissídio Coletivo 2000 dos engenheiros do Metrô, após retorno ao Tribunal Regional do Trabalho (TRT) para julgamento de embargos do Ministério Público do Trabalho (MPT), que novamente foram rejeitados, voltou, no dia 14 de julho último, à vara de origem para prosseguimento da ação. Assim que os autos chegarem o SEESP dará continuidade à execução.

 

O sindicato acredita que, vencidas essas etapas, se esteja próximo de garantir os direitos da categoria, como a reposição salarial de 6,08% e a indenização retroativa de todo esse período.

 

Metro maringoni editado

 


Imprensa SEESP









Lido 1485 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

VAGAS DE ESTÁGIO

agenda

art creasp