logo seesp ap 22

 

BannerAssocie se

24/11/2023

Plebiscito popular: 99,9% disseram não à privatização da Sabesp, Metrô e CPTM

Sintaema

 

O Sindicato dos trabalhadores em água, esgoto e meio ambiente do estado de São Paulo (Sintaema), juntamente com metroviários e ferroviários divulgaram no dia 16 de novembro o resultado da apuração do plebiscito popular que consultou a população sobre a privatização da Sabesp, Metrô e CPTM. Foram totalizados 879.431 votos e do total a esmagadora maioria, ou seja, 99,975% afirmaram ser contra a privatização do saneamento e dos transportes. O plebiscito registrou 0,014% favoráveis e 0,011% de abstenções.

 

O plebiscito popular foi uma maneira que os trabalhadores desses segmentos encontraram para dialogar com a população sobre os prejuízos que uma futura privatização da Sabesp pode acarretar. A votação aconteceu durante dois meses com o processo iniciado no dia 5 de setembro e encerrado no dia 5 de novembro. Urnas fixas e volantes foram espalhadas pela região metropolitana e pelo interior do Estado.

 

“O plebiscito além de confirmar mais uma vez a opinião da população, promoveu uma grande unidade entre os movimentos sociais e sindicais que foram parceiros e fizeram com que a ação girasse pela cidade. Agora continuamos pressionando para que o governador Tarcísio prepare um plebiscito oficial do governo do Estado. O governador sabe que a população é contra e por isso tentar obstruir o debate”, avaliou a direção do Sintaema. A jornada de lutas ainda prevê indicativo de greve unificada para 28 de novembro. 

 

Os números do plebiscito popular foram encaminhados à Assembleia Legislativa, em ato no dia 16, e serão também levados à Câmara Municipal. Recentemente, uma comissão foi criada na Câmara para estudar os impactos da privatização da Sabesp na capital paulista.

 

 

 

 

 

 

 

Lido 352 vezes
Gostou deste conteúdo? Compartilhe e comente:
Adicionar comentário

Receba o SEESP Notícias *

agenda