BannerAssocie se

11/11/2019

Aprovado em primeira votação PL para o fim do emaranhado de fios

Comunicação SEESP

 

A Câmara Municipal de São Paulo aprovou, em sessão plenária na última quarta-feira (6/11), o Projeto de Lei nº 67/2016, que dispõe sobre a obrigatoriedade da empresa concessionária de distribuição de energia elétrica e demais empresas ocupantes de infraestrutura promover a regularização e retirada dos fios inutilizados em vias públicas.

 

De autoria do vereador Gilberto Natalini (PV), inspirado nas discussões do SEESP e da Federação Nacional dos Engenheiros (FNE) sobre o tema, o projeto objetiva o fim dos emaranhados de cabos nos postes da cidade e regiões, que acarretam perigo à população ocasionando até graves acidentes.

 

No dia 5/11, uma mulher morreu eletrocutada quando encostou em um fio energizado solto de um poste, próximo à sua casa, na zona Sul de São Paulo. Em reportagem do jornal Folha de São Paulo, a Enel afirmou que a fiação caiu devido forte temporal que atingiu a Capital no dia.

 

Porém este não é um caso isolado. A reportagem também apurou que mais de 100 pessoas sofreram choques elétricos causados por fios soltos nas ruas de São Paulo este ano, com base nos dados do Corpo de Bombeiros.

 

O PL também aborda o cumprimento das normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) no que diz respeito à distância dos cabos ao solo, de cinco metros para fios de telecomunicações e seis metros para energia de média tensão.

 

O texto ainda segue para discussão em segundo turno, contudo, na visão do engenheiro eletricista e diretor do SEESP Carlos Augusto Kirchner, a primeira aprovação já é um importante passo. 

 

 

 

 

 

Lido 1009 vezes

Comentários   

# É PRECISO ESPALHARUriel Villas Boas 14-11-2019 11:25
Este projeto é da maior importância e precisa sr estendido, tem de influenciar todos os municípios, pois são comuns os fios soltos, com riscos para os transeuntes. Este assunto deveria motivar inclusive um projeto da Assembléia Legislativa.
Responder
# ProfessorVolmer Rego 11-11-2019 15:11
Cabos de energia elétrica deveriam correr dentro de condutores especializados em sua proteção (contenção) e a mais de 8 metros de altura. Viver dentro de uma bolha elétrica é criminoso, danoso a vida humana.
Responder

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar



Receba o SEESP Notícias

E-mail:

agenda