logo seesp ap 22

 

BannerAssocie se

08/05/2024

Frota de ônibus elétrico em São Paulo sobe para 171 veículos: 6,57% da meta para o fim do ano

Diário do Transporte*

 

A frota de ônibus elétricos na cidade de São Paulo subiu de 149 veículos para 171. O número foi informado na terça-feira (7/5) oficialmente ao portal Diário do Transporte pela SPTrans, que gerencia as linhas municipais.

 

Ônibus elétrico Eletra homeFoto: Eletra Com isso, o percentual de cumprimento da meta da Capital de 2,6 mil ônibus elétricos até dezembro, passou de 5,73% para 6,57%, faltando menos de sete meses para o fim do ano. Em setembro de 2023, o prefeito Ricardo Nunes havia anunciado que até o fim do ano passado seriam 600 ônibus deste tipo.

 

Até o fim de junho deste ano, a expectativa é de que ao menos 49 novos ônibus elétricos sejam entregues ao sistema da cidade.

 

O pátio de uma das fabricantes, Eletra, em São Bernardo do Campo, está com vários destes veículos. Alguns estão nos galpões recebendo os ajustes finais. Outros já estão na área externa, inclusive carregando as baterias em equipamentos da Enel-X. Também chegam ônibus guinchados das fábricas de carrocerias ainda sem funcionar, porque ainda não foram eletrificados.

 

Apesar da produção, a frota de ônibus elétricos não avança como previsto no programa de metas da Prefeitura de São Paulo por falta de infraestrutura de carregamento das baterias dentro das garagens e nas redes de distribuição dos bairros, que não dão conta da tensão de energia exigida quando há uma quantidade maior de ônibus carregando ao mesmo tempo.

 

Questionada pelo Diário do Transporte, a SPTrans confirmou que está mantida a meta de troca de 20% da frota de ônibus a diesel por modelos não poluentes até o fim deste ano de 2024, o que daria os 2,6 mil coletivos anunciados pela prefeitura.

 

Por meio da SPTrans, a prefeitura informa que, atualmente, 171 ônibus elétricos movidos a bateria e 201 trólebus operam na cidade. E que os veículos estão sendo fabricados de acordo com a capacidade produtiva dos diversos fornecedores envolvidos no processo de construção.

 

Enquanto São Paulo não avança, mas, mesmo assim, reúne a maior quantidade de ônibus elétricos do País em operação, nesta quarta-feira (8/5), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve anunciar verbas do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para a renovação das frotas de ônibus para cidades e estados, com foco em modelo movidos à eletricidade e com tecnologia diesel Euro 6, que poluem menos.

 

O programa deve contemplar ao menos cinco mil ônibus. Devem ser disponibilizados R$ 10 bilhões de recurso do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). A promessa é de juros mais baixos em comparação com todas as linhas de financiamento atuais no mercado de transportes.

 

 

 

 

 

 

*Texto por Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

 

 

 

 

 

 

Lido 288 vezes
Gostou deste conteúdo? Compartilhe e comente:
Adicionar comentário

Receba o SEESP Notícias *

agenda