logo seesp ap 22

 

BannerAssocie se

07/04/2020

Em parceria, Mercedes-Benz, Instituto Mauá e USP desenvolvem respiradores e máscaras

Comunicação SEESP*

 

A fabricante de automóveis Mercedes-Benz anunciou parceria com o Instituto Mauá de Tecnologia e a Universidade de São Paulo (USP) para desenvolver respiradores utilizando como matéria-prima peças da indústria automotiva. Os ventiladores mecânicos produzidos são essenciais nas Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) destinadas às pessoas com Covid-19 em estado grave.

 

Segundo a empresa, os testes já se iniciaram, e a produção dos respiradores deve começar nos próximos dias, em São Bernardo do Campo (SP). Os equipamentos serão distribuídos para hospitais da Capital e da Grande São Paulo.

 

A iniciativa, na visão do diretor do SEESP Edilson Reis, é extremamente necessária no combate à pandemia. “Valorizo imensamente e fico encantado com o comprometimento das instituições de ensino e da empresa nesse projeto humanitário de desenvolver e produzir equipamentos auxiliares de baixo custo. É o cumprimento do principal atributo do engenheiro, fazer mais com menor custo. Também dá ao engenheirando dessas escolas uma visão social no desenvolvimento de projetos”, ele afirma.

 

Ações

Em nota oficial, a empresa afirma que já foram entregues mil óculos de proteção para o pronto-socorro municipal de São Bernardo do Campo. Ao pronto atendimento de Iracemápolis, cidade do interior paulista em que a Mercedes-Benz produz automóveis, estão sendo doados 700 pares de luvas, 30 óculos de proteção e cerca de 540 máscaras respiratórias. Além disso, estão previstas doações de luvas, máscaras e 2 mil testes de Covid-19 para hospitais próximos às plantas da empresa.

 

Funcionários, concessionários e parceiros da companhia também estão sendo estimulados a participar de uma campanha de doação de cestas básicas e itens de higiene até o dia 21 de abril também para todos os municípios de atuação da empresa.

 

A Viação Piracicabana, parceira da Mercedes-Benz, emprestou três vans com motoristas para o transporte diário de funcionários da empresa Magnamed, em Cotia (SP), que vão trabalhar em dois turnos para produzir máscaras usadas no combate ao coronavírus.

 

“Nosso propósito é justamente esse: trabalhar ‘para todos que movem o mundo’. Mais do que nunca, nos comprometemos a ajudar o próximo e superarmos juntos este momento extremamente desafiador, tanto para o Brasil quanto para todo o mundo”, declarou Philipp Schiemer, presidente da Mercedes-Benz do Brasil & CEO América Latina, na nota oficial da montadora.

 

 

 

 

*Com informações de reportagem do Diário do Transporte, publicada originalmente em 2 de abril de 2020.

 

 

 

 

 

 

 

Lido 1848 vezes

Comentários   

# AgradeçoPAULO URBANO AVILA 12-04-2020 19:42
Obrigado pelas informações
Responder
# AgradeçoPAULO URBANO AVILA 12-04-2020 19:41
Muito boa matéria. Parabéns pela atitude das empresas
Responder

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar



Receba o SEESP Notícias

E-mail:

agenda