logo seesp ap 22

 

BannerAssocie se

×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 69

30/11/2017

Em encontro nacional, frentistas cerram fileiras contra reformas

Comunicação SEESP*

A Federação Nacional dos Frentistas (Fenepospetro) realizou, de 27 a 29 de novembro último, o II Encontro Nacional dos Frentistas, em Brasília. O evento produziu ao final das palestras e dos ciclos de debate documento com diretrizes jurídicas de enfrentamento às reformas do Governo Temer, e de ações conjuntas de valorização da categoria.

Luis Arraes, presidente Fepospetro, entidade que reúne em São Paulo dezesseis sindicatos e cem mil trabalhadores, participou do encontro e destacou, em suas intervenções, a necessidade de unidade e trabalho incessante de base como estratégia sindical de combate para invalidar na prática a Lei 13.467/17, a da chamada “reforma trabalhista”. Segundo ele, instituída à margem dos interesses da sociedade.

Foto: Imagem: Janekelly

O evento contou com palestras de juristas, como o Juiz Federal da Seção Judiciária do Estado do Rio de Janeiro, Victor Roberto Corrêa de Souza, para quem o “fim da contribuição sindical fragiliza principalmente a Previdência Social”. Ainda participaram representantes do governo, como o Helton Yomura, secretário-executivo do Ministério do Trabalho; a presidente nacional da Fundacentro, Leonice da Paz; e o ex- ministro Aldo Rebelo (PSB). O diretor de Documentação do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap), Antônio Augusto de Queiroz, fez uma explanação detalhada do momento político e como ele incide na vida dos trabalhadores brasileiros.

Para Arraes, vivenciamos, no País, retrocessos de toda ordem. Ele citou como exemplo o desemprego crescente e a precarização do trabalho, os reajustes diários no preço dos combustíveis, e, também, o que classificou como triste exemplo, na volta do uso do fogão a lenha por famílias pobres do nordeste, castigadas pelos sucessivos aumentos no preço do botijão do gás de cozinha, hoje na faixa de R$ 70,00. “Essa é a resultante social que nós, sindicalistas, temos como dever histórico reverter”, exortou.

Previdência
O debate sobre a proposta de mudança do regime previdenciário, bem como seus efeitos devastadores para o futuro dos brasileiros, conduzido pelo advogado especialista em Direito Previdenciário, Guilherme Pfeiser Portanova, suscitou grande debate e comentários colaborativos. Na oportunidade, Arraes, observou que o governo apoia-se em informações incompletas e inverídicas para apresentar à população como “rombo” problemas como o saldo negativo de R$ 89 bilhões, resultantes de anos de má gestão.

Ao final do encontro, foi elaborado, a partir das sugestões dos participantes e entendimentos dos juristas, documento que norteará as ações da categoria de enfrentamento à agenda de reformas do governo federal, e a continuidade das ações de valorização dos frentistas.


* Com informações da assessoria de imprensa da Fepospetro

 

Lido 1395 vezes
Gostou deste conteúdo? Compartilhe e comente:
Adicionar comentário

Receba o SEESP Notícias *

agenda