logo seesp ap 22

 

BannerAssocie se

×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 69

12/01/2017

Sindicalismo protesta e cobra redução acentuada dos juros

Sindicalistas da Força Sindical, UGT, CGTB e Nova Central, além de representantes de Sindicatos de categorias como metalúrgicos, químicos, comerciários e também aposentados, realizaram na manhã desta quarta (11), em São Paulo, mais um ato contra os juros altos. O protesto ocorreu em frente ao Banco Central, na avenida Paulista. No final da tarde foi anunciada a redução de 0,75 pontos percentuais, fixando a Selic em 13% ao ano.

As falas dos dirigentes foram unânimes na condenação ao elevado patamar da taxa básica de juros no País, determinada pelo Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central. Eles denunciaram seus efeitos nocivos para a economia, como desemprego, recessão e favorecimento aos rentistas e especuladores.

Os discursos também foram contundentes contra o governo Temer e sua política neoliberal. Paulo Sabóia, presidente da CGTB no Estado de São Paulo, disse à Agência Sindical que no atual quadro de recessão “é criminoso se a taxa de juros for mantida como a maior do mundo”.

"Não dá mais para conviver com essa política recessiva. A inflação de dezembro ficou em 6,29% e a taxa Selic é mais que o dobro. É possível, sim, reduzir drasticamente esses juros e ainda ficaremos bem acima do que é praticado internacionalmente", afirma Sabóia.

Para o dirigente as políticas adotados pelo governo afundam o País cada vez mais. "Essa é uma gestão nefasta. A questão nevrálgica é o montante de dinheiro retirado do orçamento e passado para a especulação", diz o cegetebista.

O diretor do Sindicato dos Comerciários de São Paulo (filiado à UGT), Josimar Andrade de Assis, também faz críticas ao governo por conta da política de juros altos. "Só agrava o cenário que nós estamos vivendo no Brasil. O consumo está travado, os investimentos estão estagnados e o desemprego cresce a cada dia", critica o dirigente.

 

Comunicação SEESP
Notícia do boletim da Agência Sindical

 

 

 

 

 

 

 

Lido 2439 vezes
Gostou deste conteúdo? Compartilhe e comente:
Adicionar comentário

Receba o SEESP Notícias *

agenda