BannerAssocie se

16/05/2011

"Infraestrutura estará pronta no prazo", diz Ministério

 

A afirmação de que as obras de infraestrutura para a Copa ficarão prontas no prazo foi feita por Rodrigo de Carvalho, assessor do ministro do Esporte, Orlando Silva, durante o primeiro seminário da série “Cresce Brasil e a Copa de 2014”, realizado em 16 de maio, em São Paulo

       Na ocasião, ele apresentou um panorama geral das obras voltadas ao mundial de futebol que somarão R$ 23,9 bilhões em investimentos.

       Em mobilidade urbana, as cidades-sedes somarão 50 intervenções com investimentos de R$ 11,9 bilhões. “2011 é o ano fundamental para as obras de infraestrutura e mobilidade. Estamos sintonizados com os municípios e estados e perfeitamente dentro do prazo para entrega que deve ocorrer em dezembro de 2012 e meados de 2013”, informou.

       O setor aeroportuário contará com recursos da ordem de R$ 5,6 bilhões. Conforme Carvalho, o governo federal criou um ministério voltado para os projetos de ampliação dos aeroportos. “Essa iniciativa coincide com a copa do mundo, mas também com o crescimento do setor que atualmente não suporta a demanda. Milhares de pessoas passaram a viajar de avião e isso exige ampliação da infraestrutura”, relatou.

       Já os estádios das 12 cidades-sedes somarão 11 intervenções que custarão cerca de R$ 5,7 bilhões. Na área portuária, serão investidos R$ 700 milhões.

       Ganho também na geração de empregos, ao todo serão 332 mil permanentes e 381 mil temporários. “Calculamos que R$ 33 bilhões retornarão em benefícios econômicos, sendo R$ 10 bilhões em serviços e o restante em infraestrutura”, mencionou Carvalho.

       Na área de turismo, o governo estima que o País gerará 600 mil novos turistas internacionais e três milhões nacionais no período do mundial.

       Haverá também investimentos hotelaria, segurança, telecomunicações, entre outras áreas consideradas primordiais para a copa do mundo.

       Ainda segundo Carvalho, em São Paulo serão seis intervenções somente no Aeroporto Internacional de Guarulhos que somarão R$ 1,2 bilhão em investimentos. A principal delas é a construção do terminal de passageiros 3 que soma R$ 716 milhões.

       Recursos também para o aeroporto de Viracopos, em Campinas. No local será construído um módulo operacional que custará R$ 5 milhões, adequação do terminal com recursos de R$ 47,4 milhões e a construção de um novo terminal de passageiros R$ 689 milhões.

       O porto de Santos também receberá melhorias, serão R$ 119,9 milhões para alinhamento do cais e a implantação de linhas de acesso na área portuária. “Todas essas obras estão em andamento. Temos condições de apresentar o Brasil para o mundo e de mostrar que somos um país avançado”, concluiu Carvalho.

 

 

foto: Beatriz Arruda/SEESP
www.fne.org.br

 

 

Lido 1655 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar



Receba o SEESP Notícias

E-mail:

agenda