GRCS

15/09/2020

 

Mais que celebrar, é preciso respeitar e exercitar a democracia

 

Eleições municipais são momento importante para o cidadão avaliar, com responsabilidade, partidos, programas e candidatos. Ciclo a “A engenharia e a cidade” contribui com esse objetivo.

 

Hoje, 15 de setembro, é o Dia Internacional da Democracia, conforme definido pela Organização das Nações Unidas (ONU). Uma data, portanto, para se comemorar o regime da soberania popular, efetivada por meio de diversas instituições e mecanismos que precisam funcionar adequadamente, e para se repudiar qualquer atitude de viés autoritário.

 

Mais que celebrar a democracia como um valor fundamental, para que ela exista na prática, é preciso respeitar os seus valores e exercitá-la. Uma oportunidade para tanto, entre muitas outras, são as eleições, um dos poucos momentos em que os cidadãos realmente se equivalem apesar das tantas desigualdades existentes, pois o voto de cada um tem o mesmo valor.

 

No Brasil, temos neste ano muitíssimo peculiar, marcado por uma pandemia e crise econômica sem precedentes, eleições municipais, que acontecem nos dias 15 e 29 de novembro próximo, em primeiro e segundo turno respectivamente. Serão 147,9 milhões de pessoas a escolherem prefeitos e vereadores nas 5.570 cidades do País. Essa imensa mobilização, em 2020, certamente se dará com características distintas, tendo em vista a necessidade de cuidados e distanciamento que ainda existirá quando formos às urnas.

 

No entanto, apesar da situação atual e até devido a ela, é fundamental que estejamos atentos para escolher com responsabilidade os partidos e indivíduos que irão legislar e governar os nossos municípios. É imprescindível que os eleitores assumam a tarefa de buscar a melhor opção possível, baseados em informação confiável, sem se deixar levar apenas pela propaganda, ou pior ainda, pelas famigeradas fake news que lamentável e provavelmente circularão quando as campanhas começarem oficialmente, no dia 27 próximo.

 

Para contribuir com esse processo, os sindicatos da base da Federação Nacional dos Engenheiros (FNE) promoverão atividades virtuais com os candidatos nas diversas cidades em que atuam para que apresentem suas plataformas de governo e conheçam as propostas da engenharia. A partir de outubro, esses receberão também a nova edição do projeto “Cresce Brasil + Engenharia + Desenvolvimento”, que defende retomada das obras paralisadas no País, o que certamente terá grande impacto para a melhoria da infraestrutura nas cidades e geração de empregos.

 

Em São Paulo, o SEESP, que há cerca de 20 anos, tradicionalmente, realiza o ciclo de debates “A engenharia e a cidade”, já convidou os pré-candidatos à Prefeitura da Capital para encontros online. Até agora, participaram Marcos da Costa (PTB), Jilmar Tatto (PT) e Filipe Sabará (Novo). A iniciativa, de caráter plural e democrático, abrirá o mesmo espaço a todos, sem exceção, inclusive às legendas sem representação no Congresso.

 

Reforçamos, portanto, o convite não só à nossa categoria, mas ao público em geral interessado nos rumos das cidades, a acompanhar a programação e participar dos eventos. Votemos com consciência e responsabilidade.

 

 

Eng. Murilo Pinheiro – Presidente

Lido 775 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

agenda