GRCS

15/03/2012

Isitec: formar mais e melhores engenheiros

por Rosângela Ribeiro

.

Mais uma etapa vencida no processo de implantação do Isitec (Instituto Superior de Inovação e Tecnologia), comemora o diretor geral do instituto e também dirigente do SEESP, Antonio Octaviano. “Demos entrada em toda a documentação junto ao MEC [Ministério da Educação] em janeiro deste ano.” O Isitec foi criado pelo Sindicato, em janeiro de 2011.

Com base nos documentos apresentados, o MEC analisará as características do instituto e depois fará uma visita “in loco” para proceder a classificação do instituto. Concluído esse processo, que não tem previsão de data, avisa Octaviano, o Isitec aguardará o credenciamento e a autorização para ministrar cursos de graduação na área de Engenharia, como instituição de ensino superior. “Uma proposta inédita e avançada no País”, observa.

O Isitec, segundo expectativas de Octaviano, poderá iniciar os cursos de graduação em março de 2013, com a realização do processo seletivo já no segundo semestre deste ano.

“O foco dos nossos cursos é exatamente a formação de engenheiros para que tenham habilidade e competência de trabalhar em várias áreas, gerando e produzindo inovação e agregando valor às empresas e ao País”, explica o diretor geral do instituto.

O projeto pedagógico da graduação em Engenharia do Isitec será de tempo integral e com uma carga horária superior a indicada pelo MEC que é de 3.600 horas. No instituto será cerca de 4.300 horas, com turmas de 60 alunos e entradas semestrais.


Foto: Beatriz Arruda


Instalações

O prédio, de três mil metros quadrados e quatro pavimentos, que receberá o instituto, já está com a reforma adiantada. O instituto, funcionará a rua Martiniano de Carvalho, nº 170, no bairro Bela Vista, na capital paulista, terá sete salas de aula, um auditório, um laboratório, uma biblioteca, área de convivência e mais a parte administrativa.

Leia também
* Fortalecer relação universidade-empresa para a inovação
* Valorização profissional e a importância da qualificação
* Ensino de engenharia requer envolvimento prático e criatividade
* 1º Encontro Tecnológico Brasil-Alemanha em São Carlos
* Inovação será o foco da Instituição de Ensino Superior do SEESP



Lido 3763 vezes

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

agenda