logo seesp ap 22

 

BannerAssocie se

AÇÃO SINDICAL - Sócios do SEESP agora têm Unimed no Brasil inteiro

Avalie este item
(1 Votar)

        Os engenheiros associados a sindicatos filiados à FNE (Federação Nacional dos Engenheiros) – inclusive, portanto, os representados pelo SEESP no Estado inteiro –, agora poderão ter assistência médica em todo o território federal. Isso graças a convênio firmado entre a entidade nacional, a Semmler Seguros e a Unimed Fesp. Para que o profissional e seus dependentes – cônjuges e filhos até 24 anos – possam usufruir desse benefício, basta que o sindicato de seu estado adira à novidade.
       A entidade em São Paulo já o fez, o que vem facilitar sobremaneira a vida da categoria estabelecida no Interior, que agora pode recorrer por exemplo a uma cidade próxima para ter determinado atendimento.
        O plano de saúde em questão garante ampla cobertura por meio de 377 cooperativas, mais de 107 mil profissionais vinculados ao sistema e uma rede de 6.596 hospitais credenciados, sendo mais de 90 próprios. Entre consultas, exames, cirurgias, internações, remoções, em cumprimento às regras da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) e conforme condições gerais do contrato, a Unimed Fesp oferece aproximadamente, como observa Paulo Elidio Damasio da Silva, executivo de negócios da empresa, 70 novos procedimentos.
        Além disso, inclui como vantagens aos seus clientes: PCA (Plano de Continuidade Assistencial), que garante atendimento médico-hospitalar por três anos aos dependentes após a morte do titular; e AMT (Aconselhamento Médico Telefônico), através de central que funciona 24h por dia, o ano todo.
       Podem contratar o plano – básico ou especial – também outros profissionais vinculados ao Crea (Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia) de seu estado e até estudantes da área tecnológica em geral e de engenharia. Para tanto, basta manterem-se em dia com a anuidade do sindicato e apresentar, no momento da adesão, cópia da carteirinha do conselho ou do diploma – aos discentes, é fundamental declaração de matrícula emitida pela faculdade. Também é possível ser conveniado tornando-se sócio afinidade da entidade da categoria local. Ou seja, o cônjuge, os filhos e pais, entre 18 e 58 anos de idade, podem se tornar titulares do plano mesmo que o profissional não deseje contratar ou migrar para esse convênio. Quem aderir à Unimed Fesp até 15 de agosto não terá carências – exceto para partos e doenças preexistentes.
        Ainda, quem tiver filhos adotivos, estará isento de mensalidade até que esses completem 18 anos, mediante apresentação de termo de guarda ou tutela. Como explica Ivete Semmler, diretora-presidente da Semmler Seguros, com a medida, o objetivo da Unimed Fesp é estimular a adoção, numa iniciativa que leva em conta sua responsabilidade social.
         Nesse contexto, a cooperativa empreende também outras ações, tais como o Programa Felix, que objetiva contribuir à inclusão digital de jovens e crianças, mediante fornecimento de equipamentos e apostilas; e os projetos Recicla Lâmpada e Luz. O primeiro deles destina-se à coleta e destinação correta de lâmpadas fluorescentes e o segundo, à captação de córneas, para transplantes.

Conquista importante
       Para o SEESP, a parceria traz fundamental conquista. Permite a ampliação do atendimento aos associados e o consequente fortalecimento das entidades representativas da categoria em cada estado, com a possibilidade de ampliar seu quadro de sindicalizados. Segundo Silva, além disso, o principal propósito é garantir um bom benefício a esse público em qualquer ponto do território nacional. Assim, se o engenheiro estiver por exemplo trabalhando em uma obra no Norte do País e precisar, terá cobertura garantida. “Entendemos que a Unimed Fesp vai atender toda a demanda, é a única que poderia assegurar isso”, completa Ivete Semmler. “É a maior rede do Brasil”, orgulha-se seu executivo de negócios. Um plano com tamanha abrangência não poderia combinar melhor com a categoria a que se destina. Cientes disso, além do sindicato em São Paulo, os Senges Acre, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Amazonas, Piauí, Alagoas e Maranhão já aderiram à iniciativa, e há vários outros interessados, assevera a diretora-presidente da Semmler. Mais informações pelo telefone 0800-6013170.

 

 

Comentários   

# Insalubridade HospitalarAlfredo Rodrigues Ba 22-06-2020 16:57
Prezados , boa tarde

Não vi, nenhuma reportagem que garante o Engenheiro que atua em Hospitais , seja em obras ou manutenção hospitalar ,tenha direito a adicional de Insalubridade , e consequentement e aposentadoria garantindo este direito. Trabalhei 8 anos em grande hospital em São Paulo como Eng de manutenção e obras , recebendo em todo este tempo o adicional de insalubridade , e na hora de aposentar este direito não foi considerado.Pre cisamos do apoio do Sindicato para que este direito seja GARANTIDO.

Atenciosamente
Alfredo R Barreto Junior
Responder
# Engenheiro Segurança do TrabalhoPLINIO MARCOS RENSI 19-12-2018 16:08
Qual o valor do plano da Unimed onde inclua esposa, um filho menor de 24 anos e um filho de 26 anos.
Obrigado.
Plinio
Responder

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar



Receba o SEESP Notícias

E-mail:

agenda