logo seesp ap 22

 

BannerAssocie se

Canteiro

Avalie este item
(0 votos)

Engenheiros entregam pauta ao presidente da Codesp

O presidente do SEESP, Murilo Celso de Campos Pinheiro, juntamente com a diretoria da Delegacia Sindical da Baixada Santista (Desibas), foi recebido pelo diretor-presidente da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), Angelino Caputo e Oliveira, no dia 1º de julho, na sede da empresa, em Santos. Os engenheiros entregaram uma pauta com oito itens que visam à valorização profissional e ao aperfeiçoamento da estrutura de trabalho. Entre eles, está o cumprimento da Lei nº 4.950-A/66, que estabelece o piso salarial da categoria em valor equivalente a nove salários mínimos vigentes no País para jornada de oito horas diárias, como ponto de partida para se pensar num plano de cargos e salários na empresa.

O executivo da companhia – também engenheiro, que está à frente, desde maio último, da autoridade portuária – mostrou-se aberto ao diálogo, conforme avaliação dos dirigentes sindicais que participaram do encontro.


O setor elétrico brasileiro, a tormenta e a bonança

O diretor do SEESP, Carlos Augusto Ramos Kirchner, em artigo publicado no jornal Valor Econômico, no dia 7 de julho, critica as bases vulneráveis do setor elétrico brasileiro e diz que nunca se perdeu e se ganhou tanto dinheiro, comprando e vendendo energia elétrica como agora. Segundo ele, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) não vem fiscalizando o cumprimento da legislação de defesa da concorrência, nem monitorando os desvios de práticas de mercado anticompetitivas.

Ainda conforme Kircher, o setor elétrico gera lucros quando o sistema vende sem contrato a energia gerada por meio de operações no mercado de curto prazo pelo alto valor do PLD (Preço da Liquidação das Diferenças) que se encontrar vigente. Além disso, há indústrias que, mesmo com contratos em plena vigência, preferem paralisar parcialmente ou totalmente sua produção e aproveitar as vantagens desta situação.

Em seu artigo, o engenheiro defende que se combata o problema com a redução compulsória e drástica do valor do PLD, mas lamenta que o governo venha preferindo os empréstimos públicos e privados para “tapar o rombo” bilionário das distribuidoras de energia.


Araraquara é a 15ª delegacia do SEESP a adquirir sede própria

A Delegacia Sindical do SEESP em Araraquara será a 15ª, entre as 25 regionais, a adquirir sede própria na gestão do presidente Murilo Celso de Campos Pinheiro. Ao tomar posse do novo mandato, em abril último, ele reafirmou o compromisso de melhorar a estrutura de atendimento no interior. O presidente da delegacia, Mario Luiz Donato, concorda que é um passo fundamental para efetivar a presença do sindicato nas cidades paulistas e potencializar o trabalho realizado junto aos engenheiros. “Sem dúvida, tal feito nos anima ainda mais a promover ações de organização da categoria para nossa valorização profissional, assim como participarmos das lutas da sociedade”, destaca Donato.

A sede própria está localizada na Rua São Bento, 700, 9º andar, sala 93, Centro. As dependências ainda passarão por reformas e, tão logo sejam concluídas, haverá a inauguração oficial do espaço. Nesse ínterim, o atendimento aos engenheiros ocorre normalmente. Informações pelo telefone (16) 3322-3109.


Assembleias aprovam proposta salarial da CPFL

Reunidos em assembleias nos dias 1º e 2 de julho, em Campinas e Sorocaba, respectivamente, os engenheiros da CPFL PPBG (Paulista, Piratininga, Brasil e Geração) aprovaram as propostas finais das empresas para a assinatura dos Acordos Coletivos de Trabalho 2014. Entre outros itens, destacam-se: reajuste salarial de 7%, Participação nos Lucros e Resultados (PLR) de 1,40% do Resultado dos Serviços (único indicador), 7,5% sobre o vale-refeição, 8,5% sobre o vale-alimentação, pagamento de vale-Natal no valor de R$ 120,00 e aplicação de 6,38% (IPCA) aos benefícios de auxílio-creche e gratificação de férias.


Vagas, orientação, treinamentos

Por intermédio de sua área de Oportunidades & Desenvolvimento Profissional, o SEESP oferece diversos serviços aos engenheiros. Entre eles, orientação profissional (vocacional) e para elaboração de currículo, coaching de carreira e emissão de carteira de trabalho via convênio com o Ministério do Trabalho e Emprego, além de cadastramento de currículos
e vagas. Para se candidatar, acesse este link. Mais informações pelo telefone (11) 3113-2670.


Engenheiros da Sabesp na luta pela correção da curva salarial

O Plano de Cargos e Salários implantado pela Sabesp, em 2012, não solucionou a defasagem da curva salarial dos engenheiros, que segue desmotivando a categoria. Após diversas tentativas, que não obtiveram sucesso, de fazer a companhia ver o problema e agir para solucioná-lo, o SEESP decidiu circular um abaixo-assinado entre os empregados pedindo medidas que resolvam a questão efetivamente. A iniciativa visa sensibilizar a empresa para a necessidade de valorizar seus quadros técnicos.

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar



Receba o SEESP Notícias

E-mail:

agenda