logo seesp ap 22

 

BannerAssocie se

EDITORIAL - Responsabilidade e boa engenharia

Avalie este item
(0 votos)

        Lamentavelmente, o mês de novembro foi recheado de episódios graves, que, num primeiro momento, apontam para questões envolvendo a engenharia. O primeiro deles ocorreu no dia 11, quando a população de 18 estados ficou no escuro, devido a problemas em Itaipu, a maior usina do País. Aguarda-se ainda o relatório do ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico), que deve dizer exatamente o que ocorreu. É preciso saber o que deu origem à já informada “perturbação de grande porte” e ainda porque a extensão do problema foi tão grande.
        O setor elétrico brasileiro, que foi abalado pela falta de planejamento e privatizações equivocadas dos anos 90, não pode ficar sujeito às intempéries, tendo em vista sua enorme importância para a atividade produtiva e o bem-estar da sociedade. Assim, é urgente que se tenha um diagnóstico satisfatório, seguido das providências cabíveis.
       Seguindo-se ao apagão, na noite da sexta-feira, 13, a queda de três vigas de um viaduto em construção no trecho sul do rodoanel, em Embu, atingiu três veículos, deixou três pessoas feridas e bloqueou o tráfego no sentido da Capital da Rodovia Régis Bittencourt.
       Ocorrido numa das maiores obras viárias da história, o acidente causou espanto e temor. Como reconheceu o diretor da Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S.A.), Paulo Vieira de Souza, gestor da obra, não é possível que isso tenha ocorrido sem que erros tenham sido cometidos. No entanto, até o momento, sem o laudo do IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas), órgão contratado para averiguar a razão da queda das vigas, não dá para saber o que se passou. Teorias e especulações levantadas sem base ou conhecimento de causa servem apenas para desorientar a opinião pública e prejudicar ainda mais a engenharia. O compromisso da Dersa, assumido em reunião no dia 23 de novembro, na sede do SEESP, é de vir a público informar claramente sobre o que houve e arcar com a responsabilidade. E é isso que cobraremos.
        Para completar o mês, parte do teto do Shopping SP Market, na Capital, desabou no dia 20, ferindo oito pessoas. Na madrugada do dia 22, um camarote desabou em São José dos Campos, acabando com a festa da Micareta São José Folia e também machucando diversos participantes.
       Em todos esses casos, é essencial que sejam obedecidos os procedimentos corretos e que as obras sejam executadas por profissionais habilitados e qualificados. A engenharia de segurança tem muito a contribuir para evitar tragédias, poupar vidas e garantir a integridade física de operários e do público em geral. Esse é um campo no qual não é possível improvisar, sendo essencial planejar. Responsabilidade e boa engenharia são imprescindíveis.

 

 

 

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar



Receba o SEESP Notícias

E-mail:

agenda