logo seesp ap 22

 

BannerAssocie se

Canteiro

Avalie este item
(0 votos)

Engenheiros dos Correios querem representação própria

Os cerca de 600 engenheiros que trabalham para a empresa no País querem ser representados nas negociações coletivas pela FNE (Federação Nacional dos Engenheiros). A expectativa é ver suas demandas específicas atendidas. Em assembleias gerais extraordinárias realizadas no dia 28 de junho em dez estados brasileiros em que a federação conta com sindicatos filiados, incluindo o SEESP, os engenheiros avalizaram a decisão. Aprovaram, assim, a pauta de reivindicações que seria enviada na sequência aos Correios visando o início das negociações ainda no mês de julho. A data-base é 1º de agosto.

Na pauta, entre os destaques, a luta pelo enquadramento salarial. Outro pleito é a inclusão de gratificação por titulação. Atualmente, não há mudanças nos vencimentos se o profissional tiver mestrado, doutorado ou especialização. Os itens específicos abrangem ainda a obrigatoriedade de ART (Anotação de Responsabilidade Técnica) pela empresa e o pagamento do piso conforme a Lei 4.950-A/66 (correspondente a nove salários mínimos vigentes no País por jornada diária de oito horas). A categoria reivindica ainda 8% de reajuste a partir da data-base.


Treinamento profissionalizante do CP-IMT

Associados ao SEESP terão desconto especial de 32% para participação nos cursos do CP-IMT (Centro de Pesquisas do Instituto Mauá de Tecnologia). O benefício foi incluído no contrato firmado pelo sindicato com o IMT em junho último. Mais informação pelo telefone (11) 4239-3058, pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou no site www.maua.br.

O CP-IMT tem treinamentos profissionalizantes de curta duração (24 horas e 16 horas), visando capacitar os profissionais das áreas de engenharia e administração em ferramentas utilizadas para o aumento de produtividade.

Neste segundo semestre de 2012, serão oferecidos seis treinamentos no Campus de São Caetano do Sul (Cronoanálise, MASP, Gestão de Projetos, Lean Manufacturing, Administração do Tempo e Qualidades/Seis Sigma) aos sábados à tarde; e três treinamentos no Campus de São Paulo às segundas-feiras à noite (Lean Office, Gestão de Projetos e Administração do Tempo).



Campinas tem ciclo de palestras jurídicas

A Proordem, entidade que reúne advogados, promove a partir de 31 de julho ciclo gratuito de palestras na cidade de Campinas, abordando entre outros temas Direito do Trabalho, Previdenciário e organização sindical. Os eventos acontecem sempre às 19 horas na Rua José Paulino, nº 1419, no Centro.  Mais informação pelos telefones (19) 3231-0077 e 3233-0729 ou pelo site www.proordem.com.br.

Confira a programação:

31 de julho – Advocacia previdenciária frente aos mais recentes entendimentos dos Tribunais, com Ana Julia Avansi, advogada, pós-graduada em Direito do Trabalho, com formação em didática do ensino superior em Direito Previdenciário.

1º de agosto – O novo perfil da empresa no ordenamento jurídico brasileiro: função social e planejamento societário, com Fabio Curi, advogado e professor universitário.

2 de agosto – Posições divergentes sobre a liberdade sindical e o direito associativo do trabalhador, com Pedro Bizzo, advogado especialista em Direito e Processo do Trabalho.

7 de agosto – Ações Acidentárias na Justiça do Trabalho, com Carlos Eduardo de Oliveira Dias, juiz titular da 1ª Vara do Trabalho de Campinas, especialista em Direito e Processo do Trabalho e mestre em Direito do Trabalho.

8 de agosto –  Características do inquérito policial e a função do Delegado de Polícia, com Cassio Vita Biazzoli, delegado de Polícia Civil.

9 de agosto – Dicas de como passar em concurso público, com Marcelo Forli Fortuna, juiz de Direito em Campinas.


Dia Estadual do Engenheiro de Segurança do Trabalho

A comemoração agora faz parte do Calendário Oficial de Eventos do Estado de São Paulo. A Lei 14.818/2012 que estabelece a efeméride em 27 de julho foi publicada no DOE (Diário Oficial do Estado) no dia 26 de junho último.

A escolha da data, segundo o autor do projeto que deu origem à legislação, o deputado estadual Carlos Giannazi (PSOL), remete à regulamentação pelo Ministério do Trabalho, em 1972, da formação técnica em Segurança e Medicina do Trabalho. Por extensão, comemora-se o Dia Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho.



Campanhas salariais

Fiesp/Fecomercio – Em 26 de junho, foram assinados as convenções entre o SEESP e as federações da indústria e do comércio de São Paulo, além de Sincamesp (Sindicato do Comércio Atacadista de Drogas, Medicamentos, Correlatos, Perfumarias, Cosméticos e Artigos de Toucador no Estado de São Paulo) e SincoElétrico (Sindicato do Comércio Varejista de Materiais Elétricos), que garantiram reajuste salarial de 5%, reciclagem tecnológica, garantia de CAT (Certificado de Acervo Técnico) e manutenção de outras cláusulas preexistentes. A data-base é 1º de maio.

AES Eletropaulo – Foi firmado, em 26 de junho, acordo de reconhecimento do SEESP como negociador na empresa a partir de 2013.

Duke Energy – Os engenheiros aprovaram, no dia 5 de julho, o Acordo Coletivo de Trabalho 2012/2014. Entre os principais itens, reajuste salarial de 6,52% (ICV-Dieese + 0,68% de aumento real) extensível às demais cláusulas de caráter econômico, à exceção dos vales-alimentação e refeição e do benefício função acessória, que serão reajustados em 12%; pagamento da PLR 2012 com distribuição de 1,1% do lucro líquido da empresa aos trabalhadores; auxílio-creche para o funcionário pai de filho com deficiência; acréscimo de 100% nas horas extras aos sábados, domingos e feriados, mantendo a regra em vigor para os demais dias. Ficam mantidas as demais cláusulas do acordo anterior.

Elektro – No dia 12 de julho, os engenheiros aprovaram a proposta da empresa para a assinatura do Acordo Coletivo de Trabalho de 2012. Principais itens: reajuste de 6,2% nos salários e demais benefícios e 8% no vale-alimentação, no vale-refeição e na cesta básica. A PLR 2012 (participação nos lucros e resultados) continua em negociação.

CPFL – A proposta da empresa apresentada em 3 de julho foi rejeitada pelos representantes da Delegacia Sindical do SEESP em Campinas. O impasse para fechamento do acordo está em questões como o piso salarial do engenheiro, organização sindical, transferência do local de trabalho e rescisão do contrato de trabalho por aposentadoria.



Oportunidades

Segundo levantamento feito até o dia 12 de julho, a área de Oportunidades e Desenvolvimento Profissional do SEESP dispõe de 52 vagas, sendo 12 para engenheiros das diversas modalidades, 30 para trainees, dois para docentes e oito para estudantes. Para se candidatar, acesse em www.seesp.org.br o link Ao Profissional – Currículos e Vagas. Mais informações pelos telefones (11) 3113-2669/2674.

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar



Receba o SEESP Notícias

E-mail:

agenda